Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.649,80
    -1.765,70 (-4,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Sem radar: Carros da Tesla perdem certificado de segurança nos EUA

·1 minuto de leitura
Sem radar: Carros da Tesla perdem certificado de segurança nos EUA
Sem radar: Carros da Tesla perdem certificado de segurança nos EUA

A Tesla aposta tudo na capacidade das câmeras para alimentar o sistema avançado de direção autônoma do Autopilot, chamado Full Self–Driving. Para isso, a marca tirou os sensores de radar dos novos Model 3 e Model Y que estão saindo das fábricas. A decisão não agradou nada o órgão responsável pela administração de vias nos Estados Unidos, que retirou as certificações de segurança para estes modelos em específico.

No site oficial da entidade, os dois carros elétricos da marca de Elon Musk tiveram alguns selos de segurança eliminados, tais como os de avisos de colisão frontal, frenagem de emergência automática, alerta de saída de faixa, travagem iminente de colisão e suporte de freio de emergência.

O órgão explicou que os sistemas de radar eletrônicos são extremamente necessários para as principais designações de segurança.

Uma mensagem dos departamentos envolvidos foi enviada à Tesla nesta quinta-feira, mas não foi respondida até o momento.

A montadora de carros elétricos tem testado, de forma limitada, a versão do Autopilot baseada 100% em visão. Mesmo assim, o software ainda não está pronto, e a decisão da empresa não explicou completamente como o piloto automático vai funcionar sem o sensor de radar. Mas a Tesla garante que a ação é temporária.

Elon Musk e outros representantes da fábrica disseram acreditar que um sistema somente de visão é tudo o que é necessário para a autonomia total, e estão quase prontos para mudar o mercado dos Estados Unidos com o Tesla Vision.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!