Mercado abrirá em 8 h 38 min

Sem poder aglomerar, Trem do Samba celebra 25 anos com transmissão de live da Quadra da Portela

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO — Mesmo estacionado, o Trem do Samba pede passagem para celebrar seus 25 anos. Em tanto tempo de estrada, dessa vez, não vai ser possível aglomerar para percorrer o caminho trilhado por Paulo da Portela, nos anos 1920, da Central do Brasil ao bairro de Oswaldo Cruz, na Zona Norte. O público vai poder embarcar de casa, numa live com Marquinhos de Oswaldo Cruz e convidados diretamente da Quadra da Portela, nesta quarta-feira, dia 2.

O sambista, cantor e compositor vai receber nomes de peso para comemorar a data — também Dia Nacional do Samba —, como Jorge Aragão, Monarco, Nelson Sargento, Noca da Portela e Zé Luiz do Império. A apresentação será transmitida a partir das 19h na páginas redes sociais do Trem do Samba e da Fitamarela.

A Quadra da Portela vai se encher de cor e música com participações também das tradicionais Velhas Guardas das escolas Portela, Mangueira, Salgueiro, Império Serrano e Vila Isabel. Ainda celebram o jubileu de prata do Trem do Samba nomes como Tia Surica, o intérprete Gilsinho e o mestre de bateria Nilo Sério, da Portela, e a porta-bandeira da Beija-Flor Selminha Sorriso.

O Trem do Samba apóia mais uma vez o projeto social Mesa Brasil Sesc, e será possível fazer doações durante a live. Em uma das edições, a parceria rendeu a arrecadação de 2,5 toneladas de alimentos.