Mercado fechado

Sem máscara, Lula visita Renan Calheiros no hospital

MÔNICA BERGAMO
·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 17.01.2020 - O ex-presidente Lula durante reunião do diretório nacional do PT (Partido dos Trabalhadores), em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress) ORG XMIT: AGEN2001171826643748
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 17.01.2020 - O ex-presidente Lula durante reunião do diretório nacional do PT (Partido dos Trabalhadores), em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress) ORG XMIT: AGEN2001171826643748

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, 74, visitou o senador Renan Calheiros (MDB-AL), 65, que está internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Uma foto em que os dois aparecem juntos e sem máscara foi publicada nesta quinta-feira (17) nas redes sociais do parlamentar.

"Recebi a visita do ex-presidente @lulaoficial no hospital. Durante a conversa, ele me perguntou se eu estava bem. Respondi que aguento jogar os 90 minutos, mas que a prorrogação não garanto", escreveu Renan Calheiros. Tanto Lula quanto Calheiros estão no grupo de risco da Covid-19.

O ex-presidente do Senado foi internado no hospital Sírio-Libanês em 9 de setembro e operado para a extração de um tumor no rim direito.

Na quarta (16), Calheiros afirmou em vídeo que sofre desgaste físico e mental por ser alvo de "uma perseguição sem fim" e de processos com "absoluta falta de provas".

"Ano a ano, mês a mês, é uma verdadeira tortura. Ontem mesmo, saindo da cirurgia, fui instado a responder pela 10ª vez a uma denúncia improcedente, nascida de uma delação onde todos os delatores negaram a imputação inicial. Fala-se muito em assassinato de reputações, essas acusações sem prova. O fato é que vale uma sentença de morte em vida, assassinato mesmo. O corpo também se abate", disse.