Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,47
    +0,15 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.743,00
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    60.005,21
    +908,13 (+1,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,35 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,06 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.823,25
    -6,25 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7622
    +0,1273 (+1,92%)
     

Sem leito, técnica de enfermagem morre de Covid-19 em 'UTI improvisada' em SC

João de Mari
·2 minuto de leitura
Nas redes sociais, a técnica de enfermagem Eliandre Boscato foi homenageada por familiares e amigos, que lamentaram a morte da profissional (Foto: Redes Sociais/Divulgação)
Nas redes sociais, a técnica de enfermagem Eliandre Boscato foi homenageada por familiares e amigos, que lamentaram a morte da profissional (Foto: Redes Sociais/Divulgação)

A técnica de enfermagem Eliandre Boscato, de 43 anos, morreu de Covid-19 esperando por uma vaga de leito na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital em Santa Catarina, nesta segunda-feira (1º). De acordo com o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-SC), a espera por um leito começou em 24 de fevereiro no município de São Carlos, onde a profissional morava e estava internada.

Segundo a entidade, Boscato chegou a ser transferida para um hospital na cidade de São Miguel do Oeste, mas, ao chegar no local, a paciente não conseguiu um leito de UTI e teve que receber atendimento intensivo de maneira improvisada.

Leia também

A ténica de enfermegam estava internada desde o dia 20 de fevereiro no mesmo hospital que trabalhava há mais de 10 anos, na Associação Hospitalar Pe. João Bethier, em São Carlos. De acordo com o G1, a unidade não tem leitos de UTI.

Alguns dias depois, veio a piora do quadro. No dia 24, o hospital colocou a profissional em saúde na lista de espera para um leito de UTI. A transferência veio no dia 27 para São Miguel do Oeste.

De acordo com informações do Coren, a paciente recebeu atendimento improvisado no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso. Ao G1, a unidade informou que nenhum paciente fica sem assistência médica e todos recebem respiradores e medicamentos.

Colapso na UTI Covid-19

O Brasil vive o pior momento da pandemia. Só nesta semana, recordes de mortes estão sendo quebrados a cada dia. Para se ter ideia, ontem (3), foi o novo recorde de mortes em 24h: 1.910.

Em Santa Catarina não é diferente. O estadot teve 16 mortes de pacientes infectados com Covid-19 que esperavam por leitos especializados entre o dia 21 de fevereiro e esta segunda-feira (1º), de acordo com o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-SC) e da prefeitura de dois municípios.

Até a noite desta quarta (3), pelo menos 217 pessoas aguardavam para serem transferidas. A taxa de ocupação de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde para adultos com Covid-19, era de 99,19%, com apenas uma vaga em todo o estado.

Até quarta-feira (3), Santa Catarina teve 987 profissionais de enfermagem infectados pelo vírus e 14 mortes causadas pela Covid-19. Segundo o Coren/SC, 15 estavam internados.

Nas redes sociais, a técnica de enfermagem Eliandre Boscato foi homenageada por familiares e amigos, que lamentaram a morte da profissional. 

"E assim o vírus faz mais uma vítima! Quantas vidas você ajudou a salvar! Lutou bravamente na linha de frente! Mas Deus precisou que você voltasse para casa e curasse os que estão chegando lá!", escreveu uma amiga.