Mercado fechará em 3 h 7 min
  • BOVESPA

    121.501,24
    -2.075,32 (-1,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.080,18
    -553,73 (-1,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,13
    -2,43 (-3,44%)
     
  • OURO

    1.814,70
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    39.454,26
    +1.106,13 (+2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    974,59
    +47,82 (+5,16%)
     
  • S&P500

    4.406,84
    -16,31 (-0,37%)
     
  • DOW JONES

    34.825,66
    -290,74 (-0,83%)
     
  • FTSE

    7.123,86
    +18,14 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    26.426,55
    +231,73 (+0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.584,08
    -57,75 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    15.051,75
    +5,50 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1933
    +0,0278 (+0,45%)
     

Sem detalhes, cidade de SP confirma 1º caso da variante Delta do coronavírus

·2 minuto de leitura

Na segunda-feira (6), a prefeitura de São Paulo confirmou o primeiro caso da variante Delta (B.1.671.2) do coronavírus SARS-CoV-2, identificada primeiro na Índia e considerada mais transmissível e associada a maior evasão imunológica. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o paciente diagnosticado com a COVID-19 é um homem de 45 anos, que "apresentou sintomas leves, passa bem, e está em sua residência". Atualmente, é monitorado pela rede de Atenção Básica.

Questionada pelo Canaltech sobre o histórico de viagem do paciente contaminado pela variante Delta do coronavírus, a SMS comentou que "o órgão investiga a forma de transmissão da doença". Segundo a secretaria, a investigação busca descobrir de que forma ocorreu a contaminação, já que "a pessoa trabalha em casa, diz não ter viajado, e nega ter tido contato com pessoas que viajaram".

São Paulo confirma primeiro caso da variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 (Imagem: Reprodução/IciakPhotos/Envato)
São Paulo confirma primeiro caso da variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 (Imagem: Reprodução/IciakPhotos/Envato)

Nesse caso, é possível que o homem tenha contraído a infecção na própria cidade. Segundo essa hipótese, é provável que já ocorra a transmissão comunitária — quando não é possível rastrear a origem da infecção — da variante Delta na capital de São Paulo.

Em nota, a secretaria informa que "a SMS monitora outras três pessoas da família (mulher, enteado e filho), que seguem acompanhadas pelas equipes de saúde da UBS local". Eles também apresentaram sintomas na mesma época e de igual forma. Agora, "a gestão municipal enviará as amostras dos três familiares para o Instituto Butantan". Além disso, "os contactantes [de toda a família] estão sendo investigados".

Monitoramento das novas variantes

Desde abril, a capital encaminha parte das amostras de exames RT-PCR positivos ao Instituto Butantan para análise genômica. Por sua vez, o Butantan rastreia e identifica as variantes que mais circulam no município. Esse monitoramento das variantes do coronavírus é realizado através de um cálculo amostral, feito por semana epidemiológica, com cerca de 250 amostras semanais. "Foi por meio desta iniciativa que foi possível identificar o primeiro caso positivo na cidade", explica a SMS.

Além do monitoramento amostral das variantes, "a SMS também fechou acordo de estudo de variantes com o Instituto de Medicina Tropical de São Paulo e com o Instituto Adolfo Lutz, que fazem a vigilância com o objetivo de identificar quais cepas circulam pela cidade", informou a secretaria. As amostras semanais positivas para a COVID-19 são colhidas no Aeroporto de Congonhas e nas rodoviárias da cidade e, posteriormente, encaminhadas para análise genética.

Vale lembrar que o primeiro caso da variante Delta no estado de São Paulo foi identificado em um passageiro de 32 anos que desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos, no mês de maio. O viajante voltava da Índia e somente soube do seu diagnóstico após passar por outras cidades. Segundo informações do Ministério da Saúde, a variante Delta já foi responsável por pelo menos duas mortes no país.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos