Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.572,82
    +1.186,65 (+3,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

A seleção das decepções da fase de grupos da Eurocopa

·4 minuto de leitura

A principal intenção da Eurocopa é reunir as melhores seleções do Velho Continente em uma só competição. Durante as últimas semanas, testemunhamos alguns dos melhores jogadores do mundo realizarem feitos incríveis. Acontece que também vimos o completo oposto: atletas com exibições completamente desconexas.

Abaixo, preparamos uma espécie de XI ideal reverso, apontando tudo que teve de pior na fase de grupos da Euro. Acompanhe.

Defensores

1. Martin Dúbravka (Eslováquia)

Goleiro protagonizou um dos lances mais bizarros da Euro até aqui. | JOSE MANUEL VIDAL/Getty Images
Goleiro protagonizou um dos lances mais bizarros da Euro até aqui. | JOSE MANUEL VIDAL/Getty Images

Minutos depois de defender um pênalti de Álvaro Morata - feito nem tão expressivo ultimamente -, Dúbravka protagonizou um dos lances mais bizarros até aqui. O goleiro simplesmente deu um tapa na bola para dentro da própria meta.

2. Nélson Semedo (Portugal)

Lateral teve uma série de lances ruins na defesa da seleção lusitana. | Alex Pantling/Getty Images
Lateral teve uma série de lances ruins na defesa da seleção lusitana. | Alex Pantling/Getty Images

Sabe aquele lateral que sempre deixa uma avenida para os adversários aproveitarem? Esse é Nélson Semedo na Euro. Além da fraquíssima consistência defensiva, o português cometeu alguns erros cruciais na fase de grupos. No jogo contra a França, por outro lado, fez um bom trabalho ao anular Mbappé, mas nada muito grandioso.

3. Willi Orbán (Hungria)

Zagueiro fez um campeonato para esquecer. | MATTHIAS HANGST/Getty Images
Zagueiro fez um campeonato para esquecer. | MATTHIAS HANGST/Getty Images

Orbán conseguiu a façanha de falhar em quase todos os gols sofridos pela seleção húngara. Basicamente, qualquer atacante conseguia se criar em cima do zagueiro do RB Leipzig. Uma Euro realmente deplorável na conta do defensor.

4. Mats Hummels (Alemanha)

Falhas do defensor poderiam ter custado mais caro na Euro. | Alexander Hassenstein/Getty Images
Falhas do defensor poderiam ter custado mais caro na Euro. | Alexander Hassenstein/Getty Images

Gol contra diante da França e erros crassos no empate com a Hungria. Depois de anos de regularidade na Bundesliga, era esperado melhor desempenho do zagueiro do Borussia Dortmund. Hummels até se redime em outros fundamentos, sobretudo pelo jogo de linha alta da defesa alemã, mas as falhas podem custar caro daqui nas próximas fases.

5. Umut Meraş (Turquia)

Lateral perdeu grande parte dos duelos na defesa. | Marcio Machado/Getty Images
Lateral perdeu grande parte dos duelos na defesa. | Marcio Machado/Getty Images

A boa defesa mostrada pela Turquia nas Eliminatórias passou longe da Euro. Meraş, lateral-esquerdo do time nacional, fez um campeonato muito abaixo das expectativas e deixou os adversários fazerem de tudo. A prova disso está nos oito gols sofridos pela seleção.

Meio-campistas

6. Grzegorz Krychowiak (Polônia)

Eliminação precoce da Polônia passa diretamente pelos pés de Krychowiak. | SOPA Images/Getty Images
Eliminação precoce da Polônia passa diretamente pelos pés de Krychowiak. | SOPA Images/Getty Images

Quem diria que a expulsão do meio-campista polaco seria a melhor notícia para Lewandowski e seus companheiros, não é mesmo? Contudo, Krychowiak voltou a ficar disponível e, infelizmente, foi utilizado pelo treinador. Não adianta ter um dos melhores atacantes do mundo se o meio-campo não ajuda.

7. Bruno Fernandes (Portugal)

Meia-atacante ainda não desembarcou na Euro. | DARKO BANDIC/Getty Images
Meia-atacante ainda não desembarcou na Euro. | DARKO BANDIC/Getty Images

Alguém precisa avisar para o Bruno Fernandes que a Eurocopa começou... depois de uma temporada praticamente impecável no Manchester United, o meia-atacante parece não ter chegado ao torneio de seleções. Muito se falou sobre o fato da seleção lusitana ser muito mais que Cristiano Ronaldo no ataque, mas pelo visto não é bem assim...

8. Hakan Çalhanoğlu (Turquia)

Jogador irá defender as cores da Inter de Milão na próxima temporada. | Marcio Machado/Getty Images
Jogador irá defender as cores da Inter de Milão na próxima temporada. | Marcio Machado/Getty Images

Quando um atleta faz uma campanha muito boa em um dos maiores clubes do mundo é natural que as expectativas cresçam. Esse é o roteiro das últimas semanas do meia-atacante Çalhanoğlu. Após conquistar bons números no Milan, o jogador simplesmente entregou uma péssima exibição na Euro.

Atacantes

9. Aleksandr Golovin (Rússia)

Rússia não conseguiu se classificar às oitavas. | Anadolu Agency/Getty Images
Rússia não conseguiu se classificar às oitavas. | Anadolu Agency/Getty Images

Foi difícil assistir aos jogos da Rússia, não é mesmo? Foram muitos altos e baixos para se acompanhar de uma só vez. Golovin teve alguns flashes de qualidade, mas em geral entregou e participou muito pouco.

10. Lyndon Dykes (Escócia)

Escocês fez um campeonato muito abaixo do esperado. | Pixsell/MB Media/Getty Images
Escocês fez um campeonato muito abaixo do esperado. | Pixsell/MB Media/Getty Images

Inimigo da bola, todas as chances que a Escócia teve de avançar às oitavas foram completamente aniquiladas pela má fase do atacante Lyndon Dykes. Se não bastasse a pouca habilidade de converter, o jogador ainda errava passes com uma frequência absurda.

11. Harry Kane (Inglaterra)

O apelido Harry 'Cone' nunca fez tanto sentido... | JUSTIN TALLIS/Getty Images
O apelido Harry 'Cone' nunca fez tanto sentido... | JUSTIN TALLIS/Getty Images

Confessamos que a maior dificuldade desta lista foi tomar a seguinte decisão: Harry Kane ou Álvaro Morata. Optamos pelo centroavante inglês pelo simples fato dele não ter feito nada até aqui - na pior das hipóteses, o espanhol poderá falar que, ao menos, anotou um gol. Aliás, ficamos até com uma pontinha de inveja do atleta do Tottenham, afinal, ele está assistindo ao torneio perto de todos os jogadores e nem precisa participar...

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos