Mercado fechado

Seleção Brasileira usará anel inteligente para monitorar sono na Copa do Mundo

O monitoramento do sono é um recurso cada vez mais comum em relógios e pulseiras inteligentes, mas também existem anéis que realizam medições semelhantes. Acessórios do tipo serão utilizados pela Seleção Brasileira, durante a Copa do Mundo do Catar.

De acordo com a comissão técnica da Seleção, o sono é uma característica importante da recuperação dos atletas entre um jogo e outro. Este intervalo será mais curto na próxima copa, já que o torneio terá 28 dias, em vez de um mês completo.

Como funciona o anel inteligente

Anel tem construção leve e imperceptível (Imagem: Reprodução/Oura)
Anel tem construção leve e imperceptível (Imagem: Reprodução/Oura)

O anel se destaca por ser pequeno e leve, sendo esperado que os jogadores nem sintam o produto durante o uso. Com diversos sensores internos, ele pode monitorar dados corporais como frequência cardíaca e temperatura corporal, entre outros.

As informações obtidas serão totalmente controladas pela comissão do técnico Tite, que deverá orientar os treinos de acordo com os resultados. Porém, os próprios jogadores também podem ter os dados sincronizados em seus celulares, por meio de um aplicativo próprio.

“Eu costumo ver quanto tempo dormi em alta intensidade, o sono profundo mesmo. E você consegue ver o gráfico do sono no mês, é legal para caramba”— Bruno Guimarães, jogador do Newcastle (Inglaterra).

Qual é o anel da Seleção Brasileira?

Anel não é exatamente discreto, mas promete ser imperceptível durante o uso (Imagem: Bruno Cassucci/ge)
Anel não é exatamente discreto, mas promete ser imperceptível durante o uso (Imagem: Bruno Cassucci/ge)

Não foi confirmado exatamente qual é o anel utilizado pela Seleção, mas as imagens indicam que parece se tratar do Oura Ring de terceira geração. O produto foi lançado em 2021, e ganhou até uma versão de luxo personalizada pela Gucci, neste ano.

A Oura afirma que as medições realizadas pelos dedos podem ser mais precisas do que aquelas feitas no pulso, como é mais comum pela popularização de relógios e pulseiras inteligentes com a função. Afinal, os dedos oferecem uma distância muito mais curta até as artérias, e portanto o sinal recebido pelos sensores seria mais correto.

Além de identificar o tempo de sono, o anel também pode reconhecer as diferentes etapas de descanso: é comum que todos passem pelo sono leve, moderado, profundo e REM (Movimento Rápido dos Olhos, em tradução livre do inglês).

O Oura Ring 3 pode ser comprado por qualquer pessoa, mas não de forma direta no Brasil. O anel custa 299 dólares nos Estados Unidos, valor que se converte em cerca de R$ 1.545 sem a adição de impostos extras.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: