Mercado abrirá em 4 h 35 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,93
    -0,73 (-0,88%)
     
  • OURO

    1.803,50
    +4,70 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    58.966,47
    -1.668,62 (-2,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.421,93
    -52,40 (-3,55%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.249,33
    -3,94 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    25.531,97
    -96,77 (-0,38%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.608,50
    +21,25 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4511
    +0,0264 (+0,41%)
     

REEDIÇÃO-Seis morrem em ataque em universidade russa; atirador está hospitalizado

·1 minuto de leitura
Policiais entram em ação após ataque em universidade russa

(Republica reportagem para retirar parágrafo repetido)

MOSCOU (Reuters) - Um estudante munido de um rifle de caça abriu fogo em uma universidade da cidade russa de Perm nesta segunda-feira, matando ao menos seis pessoas e ferindo muitas outras, disseram investigadores.

Alunos em pânico saltaram de janelas do primeiro andar para fugir da Universidade de Perm, localizada cerca de 1.300 quilômetros a leste de Moscou, mostraram imagens da mídia.

"Havia cerca de 60 pessoas em nossa sala de aula. Fechamos a porta e fizemos uma barricada com cadeiras", disse o estudante Semyon Karyakin à Reuters.

O atirador foi ferido depois de resistir à prisão e está sendo tratado em um hospital, informou o Comitê de Investigação em um comunicado.

Natalia Pechishcheva, porta-voz da universidade, havia dito mais cedo que o atirador foi "liquidado", mas mais tarde disse que ele estava sob custódia da polícia. Imagens do local mostraram seu corpo prostrado do lado de fora.

O atirador foi identificado como um estudante da universidade que obteve o rifle de caça em maio, disse o Comitê de Investigação.

A mídia local o identificou como um aluno de 18 anos que havia publicado em uma rede social uma foto de si mesmo posando com um rifle, capacete e munição. Não foi possível verificar a foto de maneira independente.

"Eu pensei sobre isso por muito tempo, já se passaram anos, e percebi que chegou a hora de fazer o que eu sonhei", disse uma postagem em uma conta de mídia social atribuída a ele que mais tarde foi retirada do ar.

Isso indicaria que suas ações não teriam relação com política e religião, mas seriam motivadas pelo ódio.

(Por Anton Kolodyazhnyy e Anton Zverev)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos