Mercado abrirá em 3 hs
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,24
    +0,80 (+0,97%)
     
  • OURO

    1.782,60
    +16,90 (+0,96%)
     
  • BTC-USD

    62.301,74
    +556,89 (+0,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,18
    +1,55 (+0,11%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.201,33
    -2,50 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.325,75
    +35,25 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4123
    +0,0208 (+0,33%)
     

Seis ex-secretários do Tesouro dos EUA fazem apelo por alta do teto da dívida, mas não Mnuchin

·1 minuto de leitura

WASHINGTON (Reuters) - Seis ex-secretários do Tesouro dos Estados Unidos fizeram apelo para que os líderes do Congresso norte-americano aumentem o limite da dívida federal sem demora, dizendo que um calote causaria "sérios danos à economia e à segurança nacional" e que protelar também seria prejudicial.

"Mesmo um calote de curta duração pode ameaçar o crescimento econômico. Isso cria o risco de turbulência dos mercados e de minar a confiança econômica, e impediria os norte-americanos de receberem serviços vitais", disseram os seis ex-secretários em carta divulgada pelo Tesouro. "Esse dano seria difícil de reparar."

A carta não foi assinada pelos ex-secretários do Tesouro republicanos Steven Mnuchin, John Snow nem James Baker. Os signatários foram os democratas Jacob Lew, Timothy Geithner, Lawrence Summers, Robert Rubin e Michael Blumenthal.

O ex-secretário republicano Henry Paulson também assinou.

(Por David Lawder)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos