Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    45.458,68
    -2.262,74 (-4,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Segurança reforçada em Délhi após confrontos entre agricultores e a polícia

Bhuvan BAGGA
·1 minuto de leitura
Forças de segurança acompanham o bloqueio das principais ruas de Nova Deli após confrontos com fazendeiros indianos, em 27 de janeiro de 2021

A polícia indiana organizou um forte esquema de segurança em Délhi nesta quarta-feira (27) e fechou várias de suas principais ruas, após manifestações de fazendeiros que terminaram em violentos confrontos com a polícia, causando uma morte e várias centenas de feridos na terça.

Na manhã desta quarta-feira, um grande engarrafamento se formou devido aos bloqueios.

A polícia de choque se posicionou em torno do Forte Vermelho, ao norte da cidade.

No dia anterior, um importante dispositivo de segurança havia sido mobilizado para evitar que os fazendeiros interrompessem o desfile militar em homenagem ao Dia da República, que ocorreu conforme planejado.

Mas comboios de tratores lotados de agricultores conseguiram forçar os bloqueios e se espalharam pela cidade. Um homem morreu quando seu trator capotou acidentalmente.

Pelo menos 300 policiais ficaram feridos, segundo um porta-voz da polícia à AFP.

No Forte Vermelho, erguido há mais de 400 anos, os manifestantes exibiram as cores de seu movimento no lugar da bandeira indiana, antes de serem expulsos pela polícia.

Desde novembro, dezenas de milhares de agricultores acamparam nas principais estradas em torno da capital. Eles esperavam o feriado nacional para dar mais visibilidade à sua luta contra as reformas que visam a liberalização dos mercados agrícolas.

ash-bb-grk/tw/lth/fio/mab/mb/jc/mvv