Mercado abrirá em 2 h 56 min
  • BOVESPA

    111.923,93
    +997,93 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,23 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,12
    +1,14 (+1,43%)
     
  • OURO

    1.811,00
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    17.359,74
    +337,32 (+1,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    411,91
    +10,48 (+2,61%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,88 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.565,68
    +9,45 (+0,13%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.990,75
    -19,50 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4929
    -0,0011 (-0,02%)
     

Segurados do INSS têm até amanhã para agendar perícia médica

Prédio do INSS
O exame pode ser marcado pelo aplicativo Meu INSS, pela Central de Atendimento 135 ou pelo site do Instituto

(Getty Images)

  • Segurados do INSS convocados no fim de setembro devem agendar perícia médica

  • Prazo termina amanhã (11)

  • Quem não realizar o procedimento terá o pagamento suspenso

Os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) convocados no fim de setembro têm até amanhã (11) para agendar a perícia médica. Quem não agendar o procedimento terá o pagamento suspenso e, após 60 dias, o benefício será cancelado.

O exame pode ser marcado pelo aplicativo Meu INSS, pela Central de Atendimento 135 ou pelo site do Instituto. A relação completa dos segurados convocados está disponível no Diário Oficial da União.

Leia também:

A perícia médica é requerida aos segurados que recebem o benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) e devem comprovar que ainda se enquadram nos pré-requisitos do programa. O objetivo do procedimento é fazer um pente-fino para evitar quaisquer irregularidades.

Em setembro, o INSS convocou 95.588 segurados para agendarem a perícia médica até 11 de novembro, mas somente cerca de 10 mil marcaram o exame. O Instituto tem, então, enviado cartas para os cidadãos que não fazem a perícia há mais de seis meses.

O segurado tem um prazo de 30 dias, a partir da data de recebimento informada pelos Correios, para agendar o procedimento. No dia marcado, é necessário levar carteira de identidade, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), exames médicos recentes que comprovem a incapacidade de trabalhar e laudo com nome do médico, registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), descrição e código da doença - CID (classificação internacional de doenças).As informações são da Agência Brasil.