Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.126,51
    +442,96 (+0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,89
    +0,12 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.855,10
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    32.534,72
    -912,53 (-2,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    653,79
    -23,11 (-3,41%)
     
  • S&P500

    3.855,36
    +13,89 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    30.960,00
    -36,98 (-0,12%)
     
  • FTSE

    6.638,85
    -56,22 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    30.159,01
    +711,16 (+2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.822,29
    +190,84 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    13.467,50
    -8,00 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6362
    -0,0158 (-0,24%)
     

Segundo turno no RJ: Tiroteio assusta moradores de comunidades que saiam para votar

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Carro batido após perseguição e tiroteio no RJ (Foto: Divulgação)
Carro batido após perseguição e tiroteio no RJ (Foto: Divulgação)

Uma perseguição policial seguida de tiroteio assustou motoristas que passavam pela Avenida Brasil, no Rio de Janeiro, no fim da manhã deste domingo (29) do segundo turno das eleições 2020, na altura do Complexo da Maré, na Zona Norte.

Nas redes sociais, moradores da região relataram o ocorrido. Uma usuária do Twitter conta que estava indo votar, quando se deparou com o tiroteio. Ela classificou o episódio como uma da “hipocrisia da democracia”.

“Fui exercer o meu direito ao voto e enfrentei um tiroteio no caminho. Enfim, a hipocrisia da democracia”, escreveu.

De acordo com o jornal O Dia, há pessoas feriadas por conta de um acidente com um carro que capotou. A PM, no entanto, não informou se o veículo era usado pelos supostos bandidos ou por motoristas que passavam pelo local.

Leia também

Por conta do acidente, segundo o jornal, uma faixa da pista do meio, sentido Zona Oeste, foi interditada.

Há ainda relatos nas redes sociais de tiroteios em outros pontos da cidade neste domingo (29). A reportagem tenta obter mais informações com as polícias do Rio de Janeiro.

Eleições no Rio de Janeiro

Segundo maior colégio eleitoral do Brasil com praticamente 5 milhões de eleitores aptos, o Rio de Janeiro viverá a disputa de um ex-prefeito contra o atual mandatário da cidade, protagonizada por Eduardo Paes (DEM) e Marcelo Crivella (Republicanos).

Paes, ex-prefeito da capital do Rio, teve problemas com sua candidatura antes de oficializá-la, mas nas pesquisas esteve sempre na liderança para o primeiro turno, no qual terminou com 37.01% dos votos válidos.

Já o atual prefeito Crivella teve uma campanha bem apagada, ameaçada em alguns poucos momentos por Martha Rocha (PDT) e Benedita da Silva (PT). Após chegar a 21,9% dos votos válidos, ele tenta agora mais quatro anos à frente da prefeitura.

Eleições municipais em todo país

As Eleições 2020 moveram praticamente todo país neste domingo. Por conta do coronavírus, essa foi uma eleição diferente, com horários estendidos e mais critérios de segurança sanitária.

Uma questão que levanta muitas dúvidas ao longo processo é o famoso coeficiente eleitoral. Bem resumidamente, é a divisão do número de eleitores pelo número de vagas (nós explicamos com detalhes AQUI). Cada cidade, então, tem seu coeficiente eleitoral.

Caso não esteja presente na cidade onde você está apto para votar, é possível justificar seu voto. Para saber como, siga nosso guia clicando AQUI.

O que faz um prefeito?

O Estado se divide em três poderes o Executivo, Legislativo e Judiciário, e o prefeito é o chefe do Poder Executivo. Ou seja, é responsabilidade do prefeito administrar a cidade que exerce suas funções. Para mais detalhes da função CLIQUE AQUI e para saber quanto ganha um prefeito, CLIQUE AQUI.