Mercado fechado

Segundo turno em São Paulo: veja datas e horários dos debates entre Covas e Boulos

João Conrado Kneipp
·3 minuto de leitura
Boca de Urna Eleições 2020: Covas e Boulos farão segundo turno em SP. (Foto: Reprodução)
Confira as datas e horários dos debates de 2º turno das eleições em São Paulo. (Foto: Reprodução)

O segundo turno na disputa pela Prefeitura de São Paulo será entre o atual prefeito e candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB) e o candidato Guilherme Boulos (PSOL). Em 2020, as eleições terão o segundo turno mais curto da história devido à pandemia do novo coronavírus, e está marcado para acontecer no dia 29 de novembro.

Covas ficou em primeiro lugar no 1º turno, com 32,85% dos votos válidos (1.747.938 votos), enquanto Boulos obteve 20,24% (1.0077.168 votos válidos). O tucano ganhou em todas as 58 zonas eleitorais da cidade. Especificamente na Zona Sul, o tucano obteve a vitória mais ampla e, ao mesmo tempo, conquista mais estreita em relação a Boulos.

Com uma campanha enxuta, os debates entre os candidatos foram concentrados em apenas 15 dias.

Confira as datas e horários de todos os debates de segundo turno em São Paulo:

Dia 16 de novembro (segunda-feira):

  • Debate na CNN Brasil dos candidatos de São Paulo, às 20h (já realizado; veja como foi)

Dia 19 de novembro (quinta-feira):

  • Debate na Band TV dos candidatos de São Paulo, às 22h30 (já realizado, veja como foi)

Dia 23 de novembro (segunda-feira):

  • Sabatina da TV Cultura, em edição especial do Roda-Viva, com os candidatos de São Paulo, às 22h (já realizada; veja como foi)

Dia 27 de novembro (sexta-feira):

  • Debate da TV Globo dos candidatos de São Paulo, após o fim da novela das 21h

Eleições em São Paulo

São Paulo é o maior colégio eleitoral do Brasil com quase 9 milhões de pessoas aptas a votar.

Covas é prefeito da cidade desde 2018, quando assumiu após o prefeito eleito João Doria (PSDB) deixou o cargo para disputar — e ganhar — o Governo do Estado. Foi Bruno quem esteve à frente da cidade na pandemia do coronavírus.

Já Boulos ficou nacionalmente conhecido em 2018, quando foi candidato do PSOL à presidência. Conhecido por sua atuação com o MTST, ele é professor e concorre pela primeira vez ao cargo. Sua vice, Luiza Erundina, foi prefeita de São Paulo no final da década de 1980.

Entenda o segundo turno

Para assumir a prefeitura no 1º turno, o candidato precisaria obter maioria absoluta - 50% mais um - dos votos válidos. Votos brancos e nulos não entram nessa conta.

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) esclarece que essa condição da existência do 2º turno é válida somente às cidades com mais de 200 mil eleitores.

Essa regra está prevista nos artigos 28 e 29 da Constituição de 1988, determinando, além do limite mínimo de habitantes, que o “segundo turno poderá ocorrer apenas nas eleições para presidente e vice-presidente da República, governadores e vice-governadores dos estados e do Distrito Federal, e para prefeitos e vice-prefeitos.”

Nas eleições de 2016 havia 92 municípios com mais de 200 mil eleitores. Já em 2020, outras três cidades alcançaram o número de habitantes mínimo. São elas: Ribeirão das Neves (MG), Paulista (PE) e Petrolina (PE). Sendo assim, nas eleições 2020, 95 municípios poderão ter um segundo turno para prefeito e vice-prefeito.