Mercado abrirá em 9 h 23 min

Itapemirim decide permanecer com linhas de ônibus

·1 min de leitura
Decisão da Itapemirim visa permanecer com as linhas de ônibus e continuar a atender passageiros conforme as regras da ANTT. (Rafael Henrique/Getty Images)
Decisão da Itapemirim visa permanecer com as linhas de ônibus e continuar a atender passageiros conforme as regras da ANTT. (Rafael Henrique/Getty Images)
  • Uma semana antes do Natal, ITA suspendeu os voos comerciais;

  • Dias depois a Viação Itapemirim anunciou o cancelamento de algumas linhas rodoviárias;

  • Em conversa com a ANTT a empresa rodoviária decidiu manter as linhas operantes.

No dia 17 de dezembro a companhia aérea ITA anunciou a suspensão dos voos para reorganização das atividades. A uma semana do Natal de 2021 a empresa deixou muitas pessoas a espera de respostas e aeroportos. Ao todo 110 mil passageiros foram afetados.

Alguns dias depois o a empresa do segmento rodoviário, Grupo Itapemirim, que pertence a mesma associação informou a ANTT, a Agência Nacional de Transportes Terrestres que cancelaria em definitivo a operação de 28 linhas rodoviárias. No entanto a Itapemirim voltou atrás.

Leia Mais:

Na última quinta-feira a ANTT anunciou que a Itapemirim anulou a suspensão das linhas rodoviárias. Por meio de nota a agência afirma que conversou com a empresa e que foi chegada em comum acordo de continuar com as atividades nas 28 linhas.

A Viação Itapemirim afirma, em resposta ao site InfoMoney, que nenhum passageiro ficará sem o serviço de transporte da empresa rodoviária e que não haverá cancelamento ou suspensão do serviço a qualquer praça atendida. A empresa destaca que atua de acordo com as normas da agência reguladora e que respeita o seus passageiros.

Desde 2016 o Grupo Itapemirim está em processo de recuperação judicial. A companhia acumula dívidas estimadas em R$ 2 bilhões de reais.

No fim do ano passado o MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) solicitou à Justiça a declaração de falência da ITA (Itapemirim Transportes Aéreos). O pedido incluiu o bloqueio dos bens do dono da empresa, Sidnei Piva de Jesus.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos