Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    48.188,14
    +1.088,29 (+2,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

Segunda parcela do IPVA 2021 e cota única começam a vencer em 9 de fevereiro em SP

LAÍSA DALL'AGNOL
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Motoristas de São Paulo devem ficar atentos às datas de pagamento do IPVA 2021 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). A segunda parcela do tributo começa a vencer na próxima segunda-feira (9) para proprietários de automóveis e motos. O prazo também vale para os condutores que não fizeram o pagamento da primeira parcela em janeiro e não quitaram o imposto à vista. Agora, estes terão que fazer o acerto da cota única sem desconto. Nesse caso, também não há mais a possibilidade de dividir o valor em três parcelas. Para fazer o pagamento, o motorista deve ter em mãos o número do Renavam (Registro Nacional de Veículo Automotor). O recolhimento deve ser feito nos caixas eletrônicos, pela internet ou débito agendado, nos guichês do caixa ou outros canais oferecidos pela instituição bancária credenciada. Também é possível realizar o pagamento em casas lotéricas e com cartão de crédito, em uma das quatro empresas credenciadas à Secretaria da Fazenda e Planejamento. Para fazer a consulta, acesse o site https://portal.fazenda.sp.gov.br/servicos/ipva e, no menu à esquerda, clique em "Mais informações" e, em seguida, em "Parcelamento no cartão". Quem opta pelo pagamento com cartão de crédito pode dividir o valor do IPVA em até 12 vezes. A Secretaria da Fazenda informa que o motorista pode optar pelo parcelamento a qualquer momento, mas após o vencimento da parcela serão cobrados multa e juros por atraso. O contribuinte deve avaliar as condições oferecidas para o pagamento e ter em mente que as empresas podem cobrar taxas pelo pagamento por cartão de crédito. É importante exigir o comprovante de pagamento dos débitos fiscais, uma vez que apenas o documento comprova o recolhimento do imposto.