Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.927,79
    +1.397,79 (+1,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.744,92
    -185,48 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,27
    +2,15 (+2,62%)
     
  • OURO

    1.817,30
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    43.082,29
    -278,80 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.037,76
    +12,03 (+1,17%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.542,95
    -20,90 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    24.383,32
    -46,48 (-0,19%)
     
  • NIKKEI

    28.124,28
    -364,82 (-1,28%)
     
  • NASDAQ

    15.616,75
    +126,50 (+0,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3174
    -0,0154 (-0,24%)
     

Seguindo Springsteen e Dylan, John Legend vende direitos musicais

·2 min de leitura
John Legend fez um acordo para vender os direitos de seu catálogo de música para KKR & Co. e BMG, de acordo com um relatório (REUTERS/Andrew Kelly)
John Legend fez um acordo para vender os direitos de seu catálogo de música para KKR & Co. e BMG, de acordo com um relatório (REUTERS/Andrew Kelly)
  • Desde 2004, John vendeu pelo menos 10 milhões de álbuns e conquistou 15 prêmios

  • Estima-se que a Legend arrecade entre US$ 50 milhões e US$ 100 milhões anualmente

  • Negócio é similar ao de Bruce Springsteen com a Sony, e Bob Dylan com a Universal

O músico John Legend é a mais recente estrela pop a lucrar com a venda dos direitos de publicação de seu catálogo de música. O cantor e compositor de R&B - gênero musical que combina elementos do rhythm and blues, soul, funk, pop, hip hop e dance - fechou um acordo com a firma de investimento global KKR & Co. e a gravadora BMG para vender os direitos autorais e os direitos de receber royalties das canções que escreveu a partir de 2004. Os termos do acordo não foram divulgados, mas os registros indicam que o mesmo foi concluído ainda em setembro do último ano.

Leia também:

Relação antiga

A DL Music IP LP, que é afiliada à KKR Credit Advisors LLC, e a BMG Rights Management terão, cada uma, uma participação de 50% no catálogo, de acordo com a Bloomberg. KKR e BMG fizeram parceria no mês passado para adquirir os direitos musicais do grupo de rock ZZ Top. A relação comercial de Legend com a BMG começou em 2010, quando a empresa adquiriu sua editora musical, Cherry Lane Music Publishing Co.

Arrecadação milionária

A venda de seu catálogo pelo News of Legend ocorre apenas um mês depois que Bruce Springsteen vendeu seus direitos musicais para a Sony Music Entertainment por incríveis US$ 550 milhões (valor próximo a R$ 3,1 bilhões). O negócio ultrapassou a venda de US$ 400 milhões (mais de R$ 2,2 bi) dos direitos de seu trabalho de Bob Dylan para o Universal Music Group.

A questão é que Legend, de 43 anos, é muito mais jovem do que Springsteen de 72 anos e Dylan de 80 anos, então KKR e BMG poderiam capitalizar sobre royalties de streaming gerados pelo "hitmaker". Até porque, estima-se que a Legend arrecade entre US$ 50 milhões (mais de R$ 281 mi) e US$ 100 milhões (cerca de R$ 563 mi) anualmente com seus negócios, de acordo com a Variety.

Homem de negócios

Além de uma carreira musical de sucesso, Legend se ramificou na produção de projetos para Netflix e ABC. Ele também é proprietário de uma marca de vinhos de Napa Valley. Nascido John Roger Stephens, Legend atingiu o estrelato com seu álbum de estreia "Get Lifted" em 2004. Desde então, ele vendeu pelo menos 10 milhões de álbuns em todo o mundo e conquistou várias 'honras', incluindo 12 prêmios Grammy, um prêmio Tony, um Globo de Ouro e um Oscar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos