Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.110,56
    -82,19 (-0,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2032
    -0,1205 (-2,26%)
     

Secretário de Paulo Guedes diz que queda do PIB é "choque da natureza"

·2 min de leitura
O secretário de política econômica,  Adolfo Sachsida, durante o lançamento do Novo Marco de Garantias.
O secretário de política econômica, Adolfo Sachsida, disse ao site Poder360 que "o crescimento é de mais qualidade que no passado", enquanto o PIB recua e o Brasil entra em recessão técnica.
  • Adolfo Sachsida disse que "há aspectos positivos" no PIB do 3º trimestre;

  • Secretário de Política Econômica acredita que o crescimento é de "mais qualidade que no passado";

  • Sachsida culpa redução da agropecuária e "choque da natureza";

Em entrevista ao site Poder360, o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, disse que há aspectos positivos no PIB do terceiro trimestre, culpando o resultado negativo ao "choque da natureza". O resultado do período foi divulgado nesta quinta-feira (2) pelo IBGE, tendo ficado 0,1% abaixo do desempenho econômico do trimestre anterior.

Leia também

Nesta quinta-feira, o PIB (Produto Interno Bruto) do 2º trimestre foi revisado para baixo pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): com a revisão, a queda sobre o desempenho 1º trimestre passou de 0,1% para 0,4%. Com 2 trimestres seguidos de redução do PIB, o país está na chamada "recessão técnica", de acordo com os dados do instituto.

Sachsida culpa redução da agropecuária e "choque da natureza"

Sachsida destacou que a redução acentuada da agropecuária no 3º trimestre, de 8%, foi causada por falta de chuvas e geadas, eventos inesperado e sobre os quais não há controle. “Foi um choque da natureza, que causou uma das maiores quedas da agropecuária na história. Se a variação fosse zero no período, o PIB cresceria 0,3%”. A Secretaria de Política Econômica divulgou nota elencando os motivos para a queda, entre eles, dizendo ser "fundamental distinguir o que é política econômica de fatores climáticos adversos e pontuais da natureza".

Na avaliação do secretário do Ministério da Economia, em entrevista ao Poder360, há vários itens positivos nos números divulgados pelo IBGE que apontam para crescimento sustentado da economia nos próximos meses. A taxa de investimentos é 19,4% sobre o PIB, a maior desde 2014, disse. Houve queda de 0,1% no item sobre o 2º trimestre. Mas sobre o 3º trimestre de 2020 o indicador subiu 18,8%.

O secretário também completou que o crescimento econômico brasileiro seria de mais qualidade do que no passado: “O crescimento que temos hoje é de maior qualidade do que no passado, porque há melhor alocação de recursos. O investimento é financiado cada vez mais por instituições privadas e crédito livre, ou seja, o investimento vai para onde é mais produtivo e não mais é direcionado pelo governo”, afirmou Sachsida ao site.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos