Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    59.002,65
    +1.679,17 (+2,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Secretária do PPI diz que "no momento" segue na equipe de Guedes

Isabel Versiani
·1 minuto de leitura
Vista da Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF)

Por Isabel Versiani

BRASÍLIA (Reuters) - A secretária especial do Programa de Parcerias de Investimento (PPI), Martha Seillier, disse nesta terça-feira que segue no cargo e que não acredita que esteja ocorrendo uma "debandada" de auxiliares do ministro da Economia, Paulo Guedes, mas ressaltou achar natural que membros da equipe econômica recebam convites e oportunidades.

Questionada em entrevista coletiva sobre sua suposta saída do cargo, que foi noticiada nesta terça-feira por alguns veículos de imprensa, Seillier disse não ter sido informada sobre essa mudança pelo ministro.

"Sigo no PPI", disse a secretária. "Até onde eu sei, o PPI segue no Ministério da Economia."

"Acho que infelizmente constrói-se uma narrativa muitas vezes de que existe um movimento de pular fora do barco", disse Seillier, negando que este seja o caso. Ela acrescentou, porém, que a equipe de Guedes é grande e é natural que algumas pessoas recebam convites e que o ministro realize as mudanças que considere adequadas.

"No momento eu sigo na equipe, não acredito que estejamos passando por um momento de debandada. O ministro Guedes tem uma equipe que fortalece a agenda dele, que concorda com a agenda dele, que trabalha por ele. Eventualmente podemos sim mudar de posição, jogar em posições distintas, mas sempre com os mesmos objetivos."