Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -0,21 (-0,23%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +3,40 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    24.321,05
    -175,33 (-0,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,22 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,68 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +2,25 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

SEC investiga Coinbase e ações caem

coinbase nasdaq
coinbase nasdaq

A Coinbase, uma das três maiores exchanges do mundo, continua enfrentando batalhas jurídicas enquanto mantém seu espaço no mercado. Segundo matéria da Bloomberg, publicada nesta segunda-feira (25), a empresa está sendo investigada pela SEC por listar títulos mobiliários.

A revelação acontece poucos dias após o ex-gerente de produtos da Coinbase ser preso por acusações de insider trading, mencionando que 9 dos 25 criptoativos eram securities.

De qualquer forma, a briga da Coinbase com a SEC é de longa data. No ano passado, a exchange também foi barrada ao tentar oferecer um programa de empréstimo aos seus clientes.

Coinbase envia petição à SEC

Citando novamente que a SEC precisa oferecer uma maior clareza regulatória, a Coinbase pede para que a agência governamental siga modelos já em prática em outros países, incluindo o Brasil.

“Nossa petição pede à SEC que desenvolva uma estrutura regulatória viável para títulos de ativos digitais guiada por procedimentos formais e um processo público de aviso e comentário,” escreve Faryar Shirzad, CPO da Coinbase. “Em vez de aplicação arbitrária ou orientação desenvolvida a portas fechadas.”

Segundo a exchange, as regras da SEC são obsoletas e não funcionam para o mercado de criptomoedas. Como consequência, os EUA estariam perdendo espaço neste novo mercado, que já possui 13 anos.

Tal petição foi enviada na última quinta-feira (21), após o ex-gerente de produtos da Coinbase ser preso e o documento apontar que alguns tokens negociados pelo acusado serem valores mobiliários.

SEC está investigando Coinbase

Devido a isso, muitos se questionaram sobre a menção de que a Coinbase estaria oferecendo títulos mobiliários a seus clientes e por quais motivos a SEC estaria deixando isso acontecer.

Segundo matéria da Bloomberg, publicada nesta segunda-feira (25), a SEC já estaria investigando isso há um bom tempo, antes mesmo da prisão do ex-gerente de produtos da empresa.

“Sendo a maior plataforma de negociação dos EUA, a Coinbase permite que americanos negociem mais de 150 tokens,” escreve a Bloomberg. “Caso esses produtos sejam considerados títulos mobiliários, a empresa poderá precisar se registrar como uma exchange na SEC.”

Por fim, o que se sabe é que a SEC considera que a Coinbase esteja oferecendo pelo menos nove títulos a seus clientes. Entretanto, este número pode ser bem maior, visto que estes dados não eram o foco principal da ação anterior.

Portanto, a Coinbase segue jogando xadrez com a SEC. Como consequência, o preço de suas ações, listadas na Nasdaq, voltaram a cair após uma breve recuperação e seguem 85% abaixo de seu preço de estreia.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos