Mercado abrirá em 4 h 25 min
  • BOVESPA

    111.539,80
    +1.204,97 (+1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.682,19
    +897,61 (+2,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,93
    +0,18 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.725,30
    -8,30 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    50.655,17
    +1.947,82 (+4,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.016,46
    +28,36 (+2,87%)
     
  • S&P500

    3.870,29
    -31,53 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.391,52
    -143,99 (-0,46%)
     
  • FTSE

    6.689,09
    +75,34 (+1,14%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.181,50
    +126,25 (+0,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8704
    +0,0083 (+0,12%)
     

SEC revisará ações inibindo negociação de alguns ativos

·1 minuto de leitura

WASHINGTON (Reuters) - O regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos disse nesta sexta-feira que vai revisar ações que podem "inibir indevidamente" a negociação de certos valores mobiliários e informou que está monitorando de perto possíveis irregularidades em meio à recente volatilidade dos preços no mercado de ações dos EUA.

Funcionários da Securities and Exchange Commission (SEC) alertaram contra "atividade de negociação manipuladora" ilegal e disseram que estão trabalhando em estreita colaboração com outros reguladores para monitorar a situação após uma semana agitada de negociações durante a qual um exército de pequenos investidores levou hedge funds de Wall Street a uma dramática reversão de posições em ações da GameStop Corp e de outras empresas do momento.

"A Comissão analisará de perto ações tomadas por entidades reguladas que podem colocar investidores em desvantagem ou inibir indevidamente sua capacidade de negociar certos ativos", disse a SEC nesta sexta-feira, após divulgar comunicado nesta semana de que estava monitorando a volatilidade do mercado.

A corretora online Robinhood impôs nesta semana restrições à negociação de certas ações, atraindo a ira de parlamentares e o escrutínio dos reguladores. A empresa abrandou as restrições nesta sexta-feira.

"Nossa infraestrutura central de mercado se mostrou resiliente sob o peso dos extraordinários volumes de negociação desta semana. No entanto, a extrema volatilidade dos preços das ações tem o potencial de expor investidores a perdas rápidas e graves e minar a confiança do mercado", disse a SEC nesta sexta-feira.

(Reportagem de Susan Heavey e Chris Prentice em Washington)