Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.244,79
    -25,28 (-0,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    55.158,00
    +286,64 (+0,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,09
    +0,94 (+1,17%)
     
  • OURO

    1.929,70
    -12,90 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    23.040,26
    +103,38 (+0,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,37
    -3,82 (-0,72%)
     
  • S&P500

    4.060,43
    +44,21 (+1,10%)
     
  • DOW JONES

    33.949,41
    +205,57 (+0,61%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    +16,24 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    22.566,78
    +522,13 (+2,37%)
     
  • NIKKEI

    27.362,75
    -32,26 (-0,12%)
     
  • NASDAQ

    12.086,50
    +213,25 (+1,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5230
    -0,0158 (-0,29%)
     

Se o gelo é frio, por que queima a pele?

Se você já segurou uma pedra de gelo ou uma bola de neve por muito tempo na mão, sem nenhum tipo de proteção, deve ter sentido uma estranha sensação de queimação. Dependendo do tempo que a pele foi exposta, pode ter sofrido uma queimadura de gelo, com sensações semelhantes ao que ocorre com o fogo, provocada pelo choque térmico.

Para sermos sinceros, não faz nenhum sentido pensar que o gelo, que é frio, pode queimar a pele e, sendo honesto, as reações são apenas parecidas, mas não iguais. Além disso, em ambos os casos, a queimadura pode matar as células da pele e deixar cicatrizes permanentes, dependendo do grau de exposição.

Como o gelo queima a pele?

Mesmo que seja frio, o gelo pode provocar queimaduras na pele (Imagem: Nadzeyakolabava/Envato)
Mesmo que seja frio, o gelo pode provocar queimaduras na pele (Imagem: Nadzeyakolabava/Envato)

Quando a pele é exposta a algo muito frio — como uma pedra ou bolsa de gelo — por tempo prolongado, a água presente nas células da pele começa, literalmente, a congelar. Isso forma cristais de gelo e estes danificam o tecido, iniciando a morte celular.

Em paralelo, os vasos sanguíneos que chegam até a mão se contraem, reduzindo o fluxo sanguíneo e a limitando a entrega de oxigênio. Dessa forma, coágulos podem se formar, o que limita ainda mais a entrega de oxigênio. Neste ponto, outras células também começam a morrer.

No processo, receptores da pele são ativados e transmitem mensagens de dor para o nosso cérebro, como se a região estivesse queimando. Aqui, é importante destacar que os problemas se intensificam com o tempo de exposição de contato com o gelo.

Quais são os sintomas da queimadura de gelo?

De forma geral, uma queimadura de gelo pode ter a mesma apresentação de uma queimadura provocada por fogo ou pelo Sol — algo bastante comum no verão. Por exemplo, a região afetada vai mudar de cor, ficando em um tom mais avermelhado e escuro que o resto da pele.

Além disso, a pessoa pode sentir:

  • Ardor;

  • Dormência

  • Sensação de formigamento;

  • Dor;

  • Vermelhidão no local;

  • Formação de bolhas;

  • Em alguns casos, formam-se cicatrizes permanentes na pele queimada.

Sobre o último tópico, cabe destacar que as cicatrizes se formam somente quando a queimadura ultrapassa a epiderme (camada mais externa da pele), chegando até à derme ou à hipoderme. É algo que pode ocorrer com quem manuseia gelo seco, quando está na temperatura média de -78 °C.

Nunca seguro o gelo de forma desprotegida

Para evitar queimadura de gelo, é preciso tomar alguns cuidados simples (Imagem: Prostock-studio/Envato)
Para evitar queimadura de gelo, é preciso tomar alguns cuidados simples (Imagem: Prostock-studio/Envato)

Para evitar queimaduras provocadas pelo gelo, a principal dica é nunca se expor a materiais com baixas temperaturas (menor que 0°C), de forma desprotegida. Por exemplo, ao usar uma bolsa de gelo, sempre coloque um pano entre a bolsa e a sua pele.

Outra dica importante é usar roupas apropriadas para as temperaturas frias. Isso vale tanto para pessoas que trabalham em frigoríficos quanto para quem vai viajar para locais frios, como uma estação de esqui — jamais tente caminhar descalço na neve.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: