Mercado fechará em 40 mins

Se fosse para investir, apostaria no futebol como entretenimento, diz CEO da PWTech

Fernando Silva, apesar de estar no setor da água, acredita que o futebol como entretenimento pode ser um bom campo para futuros investimentos. “Estou vendo startups com ideias geniais. Tem um espaço monstruoso por aí”, diz.

Happy hour infantil e esportivo

Mesmo com uma rotina corrida, de entrar em contato com governos e entidades internacionais, Fernando Silva, da PWTech, consegue separar um tempinho para relaxar.

Na comida, ele não dispensa uma carne de panela acompanhada por Fanta (pode ser até a controversa versão Uva).

Seu lugar preferido é a arquibancada da Vila Belmiro e, como não poderia ser diferente, ele se mostra um apaixonado pelo esporte. “NFL, NBA, Futebol de 1ª e 2ª divisões. Ia fazer a minha vida pelo esporte no mundo”, fala.

35 milhões sem água potável

Nesse cenário desafiador, especialmente no Brasil, onde 35 milhões de pessoas não têm acesso à água potável, a PWTech tem uma proposta interessante. Criada com o objetivo de transformar água contaminada em água potável, a empresa tem parcerias com a Universidade Federal de São Carlos e realiza trabalhos para governos e entidades humanitárias, como a ONU.

"O PW 5660 trabalha com energia elétrica, solar, éolica, do gerador etc. Ele consegue funcionar até a partir das baterias de carro e moto. Essa capacidade de trabalhar com vários tipos de energia é muito interessante. Ele consegue distribuir até 6 mil litros de água potável por dia. Mais de 200 pessoas podem ser beneficiadas por equipamento", disse Fernando Silva.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos