Mercado fechará em 1 h 58 min
  • BOVESPA

    108.973,14
    +1.143,41 (+1,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.863,15
    -472,36 (-0,89%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,74
    +0,60 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.886,70
    +1,90 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    22.941,12
    -47,85 (-0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    528,46
    -8,44 (-1,57%)
     
  • S&P500

    4.124,50
    -39,50 (-0,95%)
     
  • DOW JONES

    33.986,38
    -170,31 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.542,75
    -234,00 (-1,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6045
    +0,0274 (+0,49%)
     

Score de cibersegurança: saiba o que é essa nova tendência para empresas no país

O score de cibersegurança é uma ferramenta importante para a construção da reputação de um negócio. Além de trazer importantes insights sobre como melhorar vulnerabilidades do ambiente digital, o recurso reforça o seu posicionamento em relação às exigências de empresas parceiras que estejam mais avançadas no âmbito da segurança digital — além de evidenciar às autoridades competentes sua preocupação com a proteção de dados de seus clientes.

Quem explica tudo isso é o Marcelo Mendes Santos, gerente de TI CISO da NEO, empresa de customer experience. O especialista ainda reforça que, ao adotar a pontuação, a empresa terá mais dados para pavimentar um plano de segurança da informação eficiente e dará às equipes de TI e segurança, informações mais apuradas do ambiente digital, dados confiáveis para defender investimentos, identificar gargalos nos processos e propor melhorias da operação.

Confira as principais dúvidas sobre o score de cibersegurança, a seguir.

Entenda o que é o score de cibersegurança

O score é fundamental para construção da reputação de um negócio no quesito de segurança digital. (Imagem: Reprodução/Freepik)
O score é fundamental para construção da reputação de um negócio no quesito de segurança digital. (Imagem: Reprodução/Freepik)

O que é?

Segundo Santos, o score de cibersegurança é uma pontuação utilizada para atestar o nível de segurança digital a que uma empresa chegou e o seu nível de proteção no ambiente virtual.

Como funciona?

Esse índice é atribuído com base em um conjunto de boas práticas, conforme a exposição na internet. A métrica contempla todas as dimensões estruturais que compõem os aspectos de segurança digitais do negócio.

Com essa ferramenta, o gestor tem acesso a dados mensuráveis e confiáveis que possibilitam uma melhor visão das ferramentas de segurança aplicadas, dos pontos que tornam os servidores vulneráveis e das demais evidências que podem se configurar em uma ameaça.

Por que é importante?

O gerente da Neo explica que, a segurança aplicada ao mercado B2B (business to business) é particularmente exigente e possui uma nota de corte, visto que gestores priorizam, cada vez mais, empresas com atestado de segurança ao fechar um negócio.

Considerando o avanço da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) e, paralelamente, o aumento nos casos de crimes digitais, as empresas precisam ter critérios rigorosos e assertivos quanto à segurança dos dados de seus clientes, de maneira a reduzir os prejuízos em uma possível situação adversa.

"Independentemente do nível de maturidade da sua empresa em relação ao tema, é preciso sempre ter em mente que a segurança cibernética precisa de fato fazer parte da cultura interna, pois conquistar o tão sonhado score alto não é uma tarefa fácil", afirma Santos.

Como a avaliação é feita?

A aferição do score é realizada através de uma ferramenta automatizada que atribui notas de 0 a 100 sobre as boas práticas da companhia no quesito de cibersegurança.

O recurso mapeia os domínios da empresa monitorada sobre os seguintes pontos: a existência de campanhas de malware associadas ao domínio; o atendimento a requisitos específicos de compliance; a adoção e validade dos certificados digitais; os pontos de vulnerabilidade da rede; a atualização dos servidores, entre outros.

Cinco boas práticas

Conforme cita Santos, para quem deseja alcançar uma boa pontuação, ou simplesmente manter (ou aumentar) o índice conquistado, é necessário incluir cinco boas práticas na rotina, as quais são:

  1. Multifator de autenticação;

  2. Criptografia;

  3. Uso de senhas de alta complexidade;

  4. Monitoramento do ambiente digital em tempo real;

  5. Controle de acesso de cada um dos usuários.

"Não há mais espaço para a indiferença quando falamos de segurança digital. Com o score de cibersegurança, você se certifica de que a continuidade dos negócios é uma parte essencial do seu planejamento, e mantém o desenvolvimento pleno dos negócios da sua organização", conclui Marcelo Mendes Santos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: