Mercado fechará em 3 h 6 min
  • BOVESPA

    107.903,56
    -818,02 (-0,75%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.375,48
    -673,57 (-1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,24
    +1,13 (+1,52%)
     
  • OURO

    1.885,30
    +5,80 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    22.939,96
    +101,48 (+0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    527,44
    +1,48 (+0,28%)
     
  • S&P500

    4.103,53
    -7,55 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    33.777,09
    -113,93 (-0,34%)
     
  • FTSE

    7.850,02
    +13,31 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    21.298,70
    +76,54 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    27.685,47
    -8,18 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.522,75
    +7,25 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5496
    +0,0303 (+0,55%)
     

Scooter elétrica da Honda custará R$ 4 mil, menos que um PlayStation 5

O meio de transporte da Honda tem um formato diferente das bicicletas convencionais, além de trazer pedais
O meio de transporte da Honda tem um formato diferente das bicicletas convencionais, além de trazer pedais (Divulgação)
  • Criação da Honda tem autonomia de 65km e pode alcançar até 25km/h

  • Scooter elétrica será fabricada com materiais simples e custará apenas R$ 4 mil

  • Os pneus sem câmara são de 17 polegadas e se adaptam em diferentes estradas

Criada para o deslocamento urbano, a MS01 é uma scooter elétrica elétrica da Honda criada em parceria com a varejista Muji. O produto será vendido inicialmente na China e custará menos do que um PlayStation 5.

Avaliado em US$ 744 (R$ 4 mil), o veículo foi criado para todo o tipo de terreno. Ele tem 65km de autonomia e o o motor, é de 400 W, alcançando 25 km/h de velocidade máxima. Um destaque é a bateria de íons, capaz de recarregar sozinha através dos freios, que geram energia para a scooter.

Como resultado, o modelo precisará ser carregado apenas algumas vezes por semana, caso seja utilizado em conjunto com os pedais nos deslocamentos diários, afirma a MUJI.

Com um design minimalista, o meio de transporte tem um formato diferente das bicicletas convencionais, além de trazer pedais. A criação tem apenas recursos mais básicos e foi construída com a proposta de manter uma faixa de preço mais acessível. Os pneus sem câmara são de 17 polegadas e adaptados para lidar com diferentes percursos.

A Honda explica que o baixo valor é justificado pelos materiais utilizados, que são mais simples. No momento, ainda não há previsão de exportar o produto para outros países, apesar dessa ser uma ideia interessante para o mercado de veículos de menor valor, como o de bicicletas. O lote inicial de produção será de apenas 5 mil unidades de scooters elétricas.