Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,51
    +0,22 (+0,31%)
     
  • OURO

    1.775,10
    +11,30 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    40.972,86
    -2.341,75 (-5,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.016,33
    -47,52 (-4,47%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    6.980,98
    +77,07 (+1,12%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    14.986,50
    -23,00 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1873
    -0,0574 (-0,92%)
     

Schlumberger anuncia resultados do segundo trimestre de 2021

·51 minuto de leitura
  • Receita de US$ 5,6 bilhões aumentou 8% sequencialmente

  • Receita internacional foi de U$ 4,5 bilhões e a receita da América do Norte foi de US$ 1,1 bilhão

  • EPS de US$ 0,30 aumentou 43% sequencialmente

  • Fluxo de caixa de operações foi de US$ 1,2 bilhão e o fluxo de caixa livre foi de US$ 869 milhões

  • Conselho Diretor aprova dividendo trimestral em dinheiro de US$ 0,125 por ação

PARIS, July 30, 2021--(BUSINESS WIRE)--A Schlumberger Limited (NYSE:SLB) comunicou hoje os resultados do segundo trimestre de 2021.

Resultados do segundo trimestre

(em milhões, exceto por quantidade de ações)

Três meses encerrados em

Alteração

30 de junho de 2021

31 de março de 2021

30 de junho de 2020

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita*

US$ 5.634

US$ 5.223

US$ 5.356

8%

5%

Lucro (prejuízo) antes dos impostos - base GAAP

US$ 542

US$ 386

US$ (3.627)

40%

n/s

Lucro líquido (prejuízo) - base GAAP

US$ 431

US$ 299

US$ (3.434)

44%

n/s

EPS diluído (prejuízo por ação) - base GAAP

US$ 0,30

US$ 0,21

US$ (2,47)

43%

n/s

EBITDA ajustado**

US$ 1.198

US$ 1.049

US$ 838

14%

43%

Margem EBITDA ajustada**

21,3%

20,1%

15,6%

118 bps

561 bps

Receita operacional por segmento, antes dos impostos**

US$ 807

US$ 664

US$ 396

22%

104%

Margem operacional por segmento, antes dos impostos**

14,3%

12,7%

7,4%

162 bps

694 bps

Lucro líquido, excluindo encargos e créditos**

US$ 431

US$ 299

US$ 69

44%

525%

EPS diluído, excluindo encargos e créditos**

US$ 0,30

US$ 0,21

US$ 0,05

43%

500%

Receita por região geográfica

Internacional

US$ 4.511

US$ 4.211

US$ 4.224

7%

7%

América do Norte*

1.083

972

1.097

11%

-1%

Outros

40

40

35

n/s

n/s

US$ 5.634

US$ 5.223

US$ 5.356

8%

5%

*Durante o quarto trimestre de 2020, a Schlumberger alienou determinados negócios na América do Norte. Esses negócios geraram receita de US$ 159 milhões durante o segundo trimestre de 2020. Excluindo-se o impacto desses desinvestimentos, a receita global do segundo trimestre de 2021 aumento 8% em relação ao ano anterior. A receita na América do Norte no segundo trimestre de 2021, excluindo o impacto dessas alienações, aumentou 15% em relação ao ano anterior.

**Estas são medidas financeiras não GAAP. Consulte as seções intituladas "Encargos e créditos", "Divisões" e "Informações complementares" para obter detalhes.

n/s = não significativo

(em milhões)

Três meses encerrados em

Alteração

30 de junho de 2021

31 de março de 2021

30 de junho de 2020

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita por divisão

Digital e integração

US$ 817

US$ 773

US$ 619

6%

32%

Desempenho de reservatórios*

1.117

1.002

1.170

12%

-4%

Construção de poços

2.110

1.935

2.089

9%

1%

Sistemas de produção**

1.681

1.590

1.557

6%

8%

Outros

(91)

(77)

(79)

n/s

n/s

US$ 5.634

US$ 5.223

US$ 5.356

8%

5%

Lucro operacional antes dos impostos por divisão

Digital e integração

US$ 274

US$ 247

US$ 108

11%

154%

Desempenho de reservatórios

156

102

22

52%

609%

Construção de poços

272

209

180

30%

51%

Sistemas de produção

171

138

145

24%

18%

Outros

(66)

(32)

(59)

n/s

n/s

US$ 807

US$ 664

US$ 396

22%

104%

Margem operacional antes dos impostos por divisão

Digital e integração

33,5%

32,0%

17,4%

147 bps

1.606 bps

Desempenho de reservatórios

14,0%

10,2%

1,9%

373 bps

1.206 bps

Construção de poços

12,9%

10,8%

8,6%

209 bps

427 bps

Sistemas de produção

10,2%

8,7%

9,3%

146 bps

84 bps

Outros

n/s

n/s

n/s

n/s

n/s

14,3%

12,7%

7,4%

162 bps

694 bps

*Durante o quarto trimestre de 2020, a Schlumberger alienou seu negócio de bombeamento por pressão OneStim® na América do Norte. Esse negócio gerou receitas de US$ 140 milhões durante o segundo trimestre de 2020. Excluindo o impacto dessa alienação, a receita do segundo trimestre de 2021 aumentou 8% em relação ao ano anterior.

**A Schlumberger alienou seu negócio de suspensão artificial de baixo fluxo na América do Norte durante o quarto trimestre de 2020. Esse negócio gerou receitas de US$ 19 milhões durante o segundo trimestre de 2020. Excluindo o impacto dessa alienação, a receita do segundo trimestre de 2021 aumentou 9% em relação ao ano anterior.

n/s = não significativo

O diretor executivo da Schlumberger, Olivier Le Peuch, comentou: "Os nossos resultados do segundo trimestre demonstram a ampla força do nosso portfólio, a extensão da nossa participação no mercado – tanto na América do Norte quanto internacionalmente – e a nossa maior capacidade de capturar e traduzir o crescimento das atividades em expansão de margem sustentada e sólido fluxo de caixa livre. O trimestre representa um marco em direção a alcançar alvos financeiros para o ano todo com potencial para crescer ainda mais dadas as condições corretas. Enquanto reflito sobre o progresso que fizemos desde o ano passado, quero agradecer a toda a equipe da Schlumberger que se comprometeu de modo exemplar com a segurança e o desempenho, apesar dos desafios. Mais uma vez, estou extremamente orgulhoso com a dedicação e a resiliência deles, e por fornecer um trimestre forte, dimensionando claramente o início de um ciclo de crescimento.

"A receita global do segundo trimestre cresceu 8% sequencialmente, superando o crescimento do número de sondas na América do Norte e nos mercados internacionais. Todas as quatro Divisões cresceram, resultando em uma taxa de crescimento trimestral sequencial mais alta desde o segundo trimestre de 2017.

"Na América do Norte, a receita cresceu 11% sequencialmente, representando uma taxa de crescimento trimestral sequencial mais alta para essa área desde o terceiro trimestre de 2017. Esse crescimento foi impulsionado pela receita em terra nos EUA, que aumentou 19% devido à maior atividade de perfuração e ao aumento das vendas de sistemas de poços e de produção de superfície. A receita da Construção de poços em terra nos EUA cresceu mais de 30% sequencialmente, superando significativamente o crescimento das sondas de 16%. Além disso, a receita em terra no Canadá aumentou apesar da interrupção da primavera, devido à maior receita do projeto Asset Performance Solutions (APS), enquanto a receita offshore na América do Norte foi significativamente maior devido às vendas de sistemas de produção submarina.

"A receita internacional cresceu 7% sequencialmente com todas as quatro Divisões registrando crescimento. O crescimento da receita ultrapassou o aumento internacional das sondas – refletindo a profundidade e a diversidade do nosso portfólio – uma vez que a atividade ultrapassou o impacto da recuperação sazonal no Hemisfério Norte. Muitos países publicaram crescimento de receita sequencial de dois dígitos.

"Globalmente, o crescimento da receita no segundo trimestre foi liderada pelo Desempenho de reservatórios e Construção de poços, onde a atividade se intensificou além da recuperação sazonal. A receita de Desempenho de reservatórios aumentou 12% sequencialmente devido à retomada da atividade sazonal no Hemisfério Norte, além da maior exploração e atividade de avaliação. A receita da Construção de poços aumentou 9% sequencialmente devido à maior atividade de perfuração em terra nos Estados Unidos e amplamente nos mercados internacionais, especialmente offshore. A receita de Digital e integração aumentou 6% sequencialmente devido às maiores vendas de soluções digitais e à maior receita do projeto APS. A receita de Sistemas de produção cresceu 6% devido às maiores vendas de sistemas de poços, superfície e produção submarina.

"Sequencialmente, a receita operacional do segmento antes dos impostos aumentou 22%. A margem operacional do segmento antes dos impostou expandiu em 162 pontos de base (bps) para 14%, enquanto a margem EBITDA ajustada cresceu 118 bps para 21%. A margem EBITDA ajustada foi a mais alta desde 2018 e a margem operacional do segmento antes dos impostos alcançou seu nível mais alto desde 2015. Esse desempenho representa o impacto de nossa governança de capital e medidas de redução de custos, que nos fornece um significativo aproveitamento operacional.

"O fluxo de caixa de operações do segundo trimestre foi de US$ 1,2 bilhão e o fluxo de caixa livre foi de US$ 869 milhões. Esses valores incluem uma restituição de imposto federal dos EUA de US$ 477 milhões. Estamos felizes com o desempenho do nosso fluxo de caixa que está no caminho certo com o novo objetivo de ano inteiro e nos permite começar a desalavancar o balanço durante o trimestre.

"Embora o aumento da variante Delta da COVID-19 e o ressurgimento das interrupções relacionadas possam impactar o ritmo da reabertura econômica, as projeções do setor da demanda por petróleo refletem a antecipação de uma recuperação permitida pela vacinação mais ampla, melhorando a mobilidade rodoviária e o impacto dos diversos estímulos econômicos. Sob esse cenário, acreditamos que o momento do crescimento da atividade internacional que experimentamos no segundo trimestre continuará enquanto a recuperação cíclica acontece. Essa visão é apoiada pelas tendências de sondas, sinais de gastos com capital e feedback dos clientes. Na América do Norte, antecipamos a taxa de crescimento como moderada; entretanto, a atividade de perfuração ainda pode surpreender positivamente devido aos gastos dos operadores de E&P privados.

"Consequentemente, na ausência de qualquer outro contratempo na recuperação, continuamos a ver o crescimento da nossa receita internacional na segunda metade de 2021 em dois dígitos quando comparado com a segunda metade do último ano. Isso se traduz em um crescimento de receita internacional de 2021 para o ano todo, definindo o estágio para uma linha de base forte enquanto caminhamos para 2022 e além.

"Durante o trimestre, também continuamos a executar a nossa estratégia de longo prazo com avanços em Digital e Nova energia por meio da nossa tecnologia e parcerias únicas. Além disso, aceleramos o nosso compromisso com a sustentabilidade e a descarbonização do nosso setor. Em especial, tomamos medidas definitivas em relação à mudança climática durante o trimestre e lançamos o nosso portfólio de Tecnologias de transição que ajudará nossos clientes a alcançar suas ambições de mudança climática. Finalmente, estou muito orgulhoso em anunciarmos o nosso compromisso em alcançar emissões líquidas zero até 2050. As nossas emissões líquidas zero são baseadas em um enfoque científico verificável, que está alinhado com o alvo de 1,5 graus Celsius do Acordo de Paris e inclui as nossas emissões de Escopo 3.

"No geral, o desempenho do segundo trimestre e o progresso que fizemos em nossos alvos estratégicos se alinham muito bem com a nossa ambição financeira de longo prazo. Vamos aproveitar o ciclo de alta do setor com força em nosso negócio principal e tiraremos proveito do impacto significativo do digital e continuaremos a construir o nosso portfólio de empreendimentos de energia de baixo carbono.

"Estou verdadeiramente entusiasmado com a Schlumberger no novo cenário do setor e com o nosso compromisso com um valor mais alto e carbono mais baixo para o nosso pessoal, nossos clientes, nossos acionistas e a comunidade global".

Demais eventos

Em 28 de junho de 2021, a Schlumberger recomprou US$ 665 milhões de seus 3,300% títulos sêniores em circulação com vencimento em setembro de 2021.

Em 22 de julho de 2021, o Conselho Diretor da Schlumberger aprovou os dividendos trimestrais em espécie de US$ 0,125 por ação das ações ordinárias em circulação, a serem pagos em 7 de outubro de 2021 aos acionistas com registro em 1º de setembro de 2021.

Receita por área geográfica

(em milhões)

Três meses encerrados em

Alteração

30 de junho de 2021

31 de março de 2021

30 de junho de 2020

Sequencial

Em relação ao ano anterior

América do Norte*

US$ 1.083

US$ 972

US$ 1.097

11%

-1%

América Latina

1.057

1.038

629

2%

68%

Europa/CEI/África

1.453

1.256

1.449

16%

-

Oriente Médio e Ásia

2.001

1.917

2.146

4%

-7%

Outros

40

40

35

n/s

n/s

US$ 5.634

US$ 5.223

US$ 5.356

8%

5%

Internacional

US$ 4.511

US$ 4.211

US$ 4.224

7%

7%

América do Norte*

US$ 1.083

US$ 972

US$ 1.097

11%

-1%

*Durante o quarto trimestre de 2020, a Schlumberger alienou determinados negócios na América do Norte. Esses negócios geraram receita de US$ 159 milhões durante o segundo trimestre de 2020. Excluindo-se o impacto dessas alienações, a receita global do segundo trimestre de 2021 aumentou 8% em relação ao ano anterior. A receita na América do Norte no segundo trimestre de 2021, excluindo o impacto dessas alienações, aumentou 15% em relação ao ano anterior.

n/s = não significativo

Os valores de alguns períodos anteriores foram reclassificados para manter a conformidade com o demonstrativo do período atual.

América do Norte

A receita na América do Norte de US$ 1,1 bilhão aumentou 11% sequencialmente, com a receita em terra nos EUA crescendo 19% devido a uma maior atividade de perfuração e ao aumento das vendas de sistemas de poços e de produção de superfície. O aumento da receita na América do Norte representou a maior taxa de crescimento trimestral sequencial desde o terceiro trimestre de 2017. A receita de Construção de poços em terra nos EUA cresceu mais de 30% sequencialmente, superando o crescimento das sondas de 16%. Além disso, a receita em terra no Canadá aumentou apesar da interrupção da primavera, devido à maior receita do projeto Asset Performance Solutions (APS), enquanto a receita offshore foi significativamente maior devido às vendas de sistemas de produção submarina.

Internacional

A receita Internacional de US$ 4,5 bilhões cresceu 7% sequencialmente superando o crescimento de sondas. O aumento de receita que todas as quatro Divisões experimentaram foi impulsionado pela atividade que se fortaleceu além do impacto da recuperação sazonal no Hemisfério Norte, levando a um crescimento de receita sequencial de dois dígitos em diversos países.

A receita na América Latina de US$ 1,1 bilhão aumentou 2% sequencialmente devido ao crescimento da receita sequencial de dois dígitos na Argentina e na Guiana devido à maior atividade de intervenção do Desempenho de reservatórios. Além disso, a receita no Equador aumentou devido a uma maior atividade de Construção de poços, especialmente compensando a perfuração reduzida no México e à receita menor de Sistemas de produção no Brasil depois de fortes vendas no trimestre anterior.

A receita consolidada da área Europa/CEI/África de US$ 1,5 bilhão aumentou 16% sequencialmente. Esse crescimento significativo foi impulsionado pela atividade que se fortaleceu além do impacto da recuperação sazonal no Hemisfério Norte, levando a um crescimento sequencial de dois dígitos na maioria dos países na área. Todas as quatro Divisões publicaram crescimento de receita sequencial de dois dígitos na área, especialmente devido à maior atividade em soluções digitais, estímulo, wireline, perfuração de poços, incluindo medições e fluidos.

A receita no Oriente Médio e Ásia, de US$ 2,0 bilhões, aumentou 4% sequencialmente. O crescimento foi publicado em todos os países na área, exceto na Índia, que foi impactada pela interrupção relacionada à COVID. O crescimento da receita sequencial de dois dígitos foi publicado no Catar, Emirados Árabes Unidos (EAU) e no Sudeste Asiático devido à maior atividade na Construção de poços e Desempenho de reservatórios. O crescimento da receita foi impulsionado pela maior atividade em wireline, intervenção, estímulo, perfuração de poços, incluindo medições e fluidos.

Resultados por divisão

Digital e integração

(em milhões)

Três meses encerrados em

Alteração

30 de junho de 2021

31 de março de 2021

30 de junho de 2020

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita

Internacional

US$ 625

US$ 610

US$ 470

2%

33%

América do Norte

191

161

145

19%

32%

Outros

1

2

4

n/s

n/s

US$ 817

US$ 773

US$ 619

6%

32%

Lucro operacional antes dos impostos

US$ 274

US$ 247

US$ 108

11%

154%

Margem operacional antes dos impostos

33,5%

32,0%

17,4%

147 bps

1.606 bps

n/s = não significativo

A receita de Digital e integração de US$ 817 milhões aumentou 6% sequencialmente devido às vendas fortes de soluções digitais e à receita maior do projeto APS, compensando parcialmente as vendas menores de licenças de dados sísmicos multiclientes. O crescimento foi liderado pelas atividades em terra no Canadá, da receita APS maior, além das vendas de soluções digitais na Europa/CEI/África.

A margem operacional antes dos impostos de Digital e integração de 33% expandiu 147 bps sequencialmente devido ao aumento das vendas de soluções digitais com margem alta e à melhor lucratividade dos projetos APS.

Desempenho de reservatórios

(em milhões)

Três meses encerrados em

Alteração

30 de junho de 2021

31 de março de 2021

30 de junho de 2020

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita*

Internacional

US$ 1.038

US$ 922

US$ 952

13%

9%

América do Norte*

79

78

215

-

-63%

Outros

-

2

3

n/s

n/s

US$ 1.117

US$ 1.002

US$ 1.170

12%

-4%

Lucro operacional antes dos impostos

US$ 156

US$ 102

US$ 22

52%

609%

Margem operacional antes dos impostos

13,9%

10,2%

1,9%

373 bps

1.206 bps

*A Schlumberger alienou seu negócio de bombeamento por pressão OneStim® na América do Norte durante o quarto trimestre de 2020. Esse negócio gerou receitas de US$ 140 milhões durante o segundo trimestre de 2020. Excluindo o impacto dessa alienação, a receita global do segundo trimestre de 2021 aumentou 8% em relação ao ano anterior. A receita na América do Norte no segundo trimestre de 2021, excluindo o impacto dessa alienação, aumentou 5% em relação ao ano anterior.

n/s = não significativo

A receita de Desempenho de reservatórios de US$ 1,1 bilhão aumentou 12% sequencialmente devido à maior atividade que ultrapassou o impacto da recuperação sazonal no Hemisfério Norte, resultando no crescimento da receita sequencial de dois dígitos internacionalmente. O crescimento foi impulsionado pela recuperação sazonal na Rússia, China e Europa e a uma maior exploração offshore na Guiana e Angola, beneficiando-se das atividades de wireline e teste. A atividade maior também foi publicada na Argentina, Catar e Emirados Árabes Unidos.

A margem operacional de 14% de Desempenho de reservatórios, antes dos impostos, expandiu 373 bps sequencialmente. A lucratividade foi impulsionada pela recuperação sazonal no Hemisfério Norte, maior atividade offshore e de exploração e mix de tecnologias favoráveis na atividade wireline na África e no Oriente Médio.

Construção de poços

(em milhões)

Três meses encerrados em

Alteração

30 de junho de 2021

31 de março de 2021

30 de junho de 2020

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita

Internacional

US$ 1.708

US$ 1.577

US$ 1.704

8%

-

América do Norte

352

310

331

13%

6%

Outros

50

48

54

n/s

n/s

US$ 2.110

US$ 1.935

US$ 2.089

9%

1%

Lucro operacional antes dos impostos

US$ 272

US$ 209

US$ 180

30%

51%

Margem operacional antes dos impostos

12,9%

10,8%

8,6%

209 bps

427 bps

n/s = não significativo

A receita de Construção de poços de US$ 2,1 bilhões aumentou 9% sequencialmente. A atividade mais forte na América do Norte e internacional além da recuperação sazonal no Hemisfério Norte foi apoiada pelo aumento nas sondas. O crescimento da receita na América do Norte foi impulsionado pelo crescimento da receita em terra nos EUA de mais de 30%, ultrapassando o crescimento das sondas em terra nos EUA de 16%, compensando parcialmente o declínio da receita em terra no Canadá devido à interrupção da primavera. O crescimento internacional foi liderado pelo crescimento de dois dígitos no Equador, Reino Unido, Argélia, Angola, Gabão, Nigéria, Rússia, Catar, Iraque, Sudeste Asiático e Austrália.

Sequencialmente, a margem operacional antes dos impostos da Construção de poços de 13% que melhorou em 209 bps devido à maior atividade de perfuração seguida pela recuperação sazonal no Hemisfério Norte, maior perfuração em terra nos EUA, maior volume de atividade na Europa e na África e no Oriente Médio, e crescimento da atividade e margem maior da exploração offshore na África.

Sistemas de produção

(em milhões)

Três meses encerrados em

Alteração

30 de junho de 2021

31 de março de 2021

30 de junho de 2020

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita*

Internacional

US$ 1.220

US$ 1.161

US$ 1.146

5%

6%

América do Norte*

458

420

409

9%

12%

Outros

3

9

2

n/s

n/s

US$ 1.681

US$ 1.590

US$ 1.557

6%

8%

Lucro operacional antes dos impostos

US$171

US$ 138

US$ 145

24%

18%

Margem operacional antes dos impostos

10,2%

8,7%

9,3%

146 bps

84 bps

**Durante o quarto trimestre de 2020, a Schlumberger alienou seu negócio de suspensão artificial de baixo fluxo na América do Norte. Esse negócio gerou receita de US$ 19 milhões durante o segundo trimestre de 2020. Excluindo o impacto dessa alienação, a receita do segundo trimestre de 2021 aumentou 9% em relação ao ano anterior. A receita na América do Norte no segundo trimestre, excluindo o impacto dessa alienação, aumentou 17% em relação ao ano anterior.

n/s = não significativo

As receitas de Sistemas de produção de US$ 1,7 bilhão tiveram aumento de 6% sequencialmente. O aumento da receita foi liderado pelo crescimento da receita de dois dígitos na Rússia, Reino Unido, Noruega, Cazaquistão, Turquia, Argélia, China, Kuwait, Catar, Emirados Árabes Unidos e México. O segmento em terra dos EUA publicou crescimento de receita de dois dígitos devido às fortes vendas de sistemas de produção de poços e de superfície, superando o aumento em perfuração e sondas completados. O crescimento da receita como um todo foi impulsionado pelo volume de vendas maior de sistemas de superfície, submarinos e de produção de poços.

Sequencialmente, a margem operacional antes dos impostos de Sistemas de produção de 10% expandiu 146 bps, devido à maior lucratividade pelas maiores vendas de sistemas de superfície, poços e produção submarina.

Destaques trimestrais

A integração da tecnologia da Schlumberger, com o profundo conhecimento e diferenciação de desempenho continua a ganhar a confiança dos nossos clientes globalmente. Isso se reflete em um pipeline considerável de novos contratos assinados nas diversas regiões que impulsionarão o crescimento futuro em Construção de polos e Desempenho de reservatórios. Alguns contratos notáveis assinados durante o trimestre incluem:

  • Na Noruega, a Equinor ASA assinou com a Schlumberger um contrato integrado para até 23 poços no seu desenvolvimento de Breidablikk no Mar do Norte. A Schlumberger fornecerá os serviços de perfuração, fluidos para construção de poços, cimentação, registro de cabeamento elétrico e produtos acabados. Devido à complexidade do reservatório e o foco da Equinor em maximizar o potencial de pessoas e ativos, o projeto implementará planejamento digital de poços, automação e operações remotas avançadas. Além disso, um fluxo de trabalho em 3D ativado na nuvem – desenvolvido em conjunto com a Equinor usando dados do serviço de perfuração enquanto mapeia o reservatório GeoSphere HD* – será usado para otimizar a instalação do poço em tempo real. O contrato também inclui 18 fluxômetros multifases submarinos Watcher* OneSubsea®, com uma opção de 8 unidades adicionais. O trabalho começará na primavera de 2022.

  • No Iraque, a Schlumberger assinou um contrato no valor de US$ 480 milhões para perfurar 96 polos no sul do Iraque para a ExxonMobil que opera o gigante campo West Qurna 1 de propriedade da Basra Oil Company. Com base em um histórico de desempenho de construção de poços integrados no Iraque, a Schlumberger perfurará esses poços ao longo de 4,5 anos, com designs de poços variando de laterais excedendo 2.000 m, poços de grande porte, e conclusões. Além da vasta experiência em gestão de projetos e tecnologias de última geração, os recursos digitais da Schlumberger melhorarão ainda mais a execução geral do projeto, apoiando a segurança operacional e a eficiência de perfuração otimizada.

  • No Reino do Bahrain, a Schlumberger assinou uma contrato de melhoria da produção de três anos – no valor de US$ 150 milhões – no campo de Bahrain. O projeto, que vem após uma fase piloto bem-sucedida, será conduzido em conjunto com a Tatweer Petroleum e integrará tecnologias específicas, incluindo registro avançado e análise de núcleo, perfuração extrema de alcance estendido e técnicas de estímulo à fratura para destravar o potencial de um reservatório-chave no campo.

  • A ADNOC Offshore assinou com a Schlumberger um contrato grande, de cinco anos, no valor de US$ 381 milhões para serviços integrados sem plataforma para as ilhas artificiais offshore nos Emirados Árabes Unidos. Esse é o primeiro contrato assinado com a ADNOC para integrar todos os serviços sem plataforma, incluindo estímulo de taxa alta, registro de produção, teste de superfície e tubulação em espiral. A Schlumberger introduzirá as últimas tecnologias e equipamentos de alta especificação para superar os desafios únicos de aumentar a produção a partir de laterais de alcance estendido.

  • A Shell assinou com a Schlumberger um contrato para o fornecimento de serviços de poços, incluindo a construção de poços, avaliação e bombeamento para diversas atividades suas no Golfo do México, Trinidad e Oeste da África. Sob o contrato de plurianual, a equipe conjunta da Schlumberger incluindo perfuração, avaliação e conclusões fornecerá integração, confiabilidade e oportunidades de melhoria da eficiência nas operações em águas profundas da Shell usando uma combinação de tecnologias únicas, adequadas para bacia, plataformas de trabalho padrão e operações remotas avançadas.

Nos mercados offshore, os sistemas de produção da Schlumberger estão posicionados para se beneficiar significativamente da recuperação ao tirar proveito das nossas tecnologias submarinas, criação de valor no país, suporte do domínio e recursos de integração. Esse enfoque diferenciado está sendo reconhecido com um maior número de contratos, resultando em aumento notável da relação book-to-bill durante o trimestre. Os contratos incluem:

  • A Petrobras assinou com contrato de engenharia, compra, construção e instalação (EPCI) com a OneSubsea, avaliado em mais de US$ 180 milhões, para o fornecimento de equipamentos de sistemas de produção submarina e serviços associados para quatro fases de desenvolvimento do campo de águas profundas de Búzios, na costa do Brasil. O escopo do projeto inclui 21 árvores submarinas verticais adequadas para a finalidade, sistemas de controle e sete unidades de distribuição de energia submarinas, bem como instalação, comissionamento e serviços para a operação do campo. O projeto será apoiado pelo Centro de excelência da OneSubsea Brasil para os Sistemas de produção submarina (SPS) que impulsionarão o valor no país para os escopos de equipamentos e serviços. Localizado na área do pré-sal da Bacia de Santos, Búzios é um dos maiores campos de petróleo em águas profundas do mundo.

  • A Equinor assinou um contrato grande com a Subsea Integration Alliance – uma aliança global estratégica não incorporada entre a Subsea 7 e a OneSubsea, a divisão de tecnologias submarinas, produção e sistemas de processamento da Schlumberger – para seu projeto no campo Bacalhau, que fica 185 km da costa do Brasil em águas profundas de 2.050 m. O empreendimento SPS incluirá 19 árvores submarinas, bem como equipamentos submarinos associados, incluindo cabeçotes de poço submarino, controles submarinos e sistemas de conexão, e uma recuperação completa de riser.

  • A OKEA assinou com a Subsea Integration Alliance um contrato significativo para o desenvolvimento do campo de Hasselmus no mar do Sul da Noruega. O escopo do contrato inclui EPCI de SPS – incluindo a instalação de cabeçotes de poço submarino, controles submarinos, sistema de instalação de conclusões e ferramental para a instalação de conclusões. O desenvolvimento – que deverá acrescentar mais de 4.400 barris por dia de produção equivalente de petróleo no pico – se beneficiará da plataforma de árvore vertical configurável da OneSubsea e da suíte de ferramentas para aluguel que desacopla o design do ferramental das interfaces específicas da plataforma, permitindo o primeiro petróleo mais rapidamente, que é esperado para o quarto trimestre de 2023.

  • A OneSubsea assinou um segundo contrato sob o contrato mestre de serviços e equipamentos submarinos de 20 anos previamente anunciado – cobrindo o Golfo do México – com a Chevron U.S.A. Inc. (Chevron). O escopo do contrato inclui o fornecimento de quatro árvores de produção, um coletor de produção, sistema de conexão da linha de fluxo e controles e distribuição submarinos. A Chevron e a OneSubsea estão adotando um enfoque de colaboração ao tirar proveito de um catálogo pré-aprovado de equipamentos submarinos padrão com o objetivo de aumentar as eficiências do contrato e reduzir os custos, enquanto melhoram o desempenho submarino.

A inovação tecnológica da Schlumberger continua a destravar o potencial para os nossos clientes ao redor do mundo à medida em que eles aumentam o foco em extrair maior valor dos seus ativos. Durante o segundo trimestre, novas tecnologias da Schlumberger foram adotadas em um ritmo cada vez maior. Por exemplo, inéditas implementações notáveis incluem:

  • Na China, a Schlumberger implementou o serviço NMR de alta definição CMR-MagniPHI* pela primeira vez no país, completando uma campanha de registro no campo petrolífero de Daqing no maior projeto de exploração de petróleo de xisto do país para a PetroChina Company Limited. Os dados de mapeamento de fluidos e porosidade do serviço CMR-MagniPHI, combinados com o gerador de microimagem de formação de alta definição FMI-HD* e os dados do serviço de espectroscopia de alta definição Litho Scanner*, permitiram que a PetroChina determinasse a presença de petróleo móvel, que é a chave para a avaliação do petróleo de xisto. Como resultado, a PetroChina também foi capaz de fazer reservas e poderá maximizar a produção com um plano de estímulo otimizado para a formação.

  • Na Indonésia, a Schlumberger usou tecnologia de detecção acústica distribuída (distributed acoustic sensing, DAS) de fibra óptica pela primeira vez no país, coletando dados sísmicos de alta qualidade enquanto economizou 20 horas de tempo de plataforma em águas profundas para a Eni. Usando transporte de wireline de fibra óptica de alto alcance, único, a Eni conseguiu eliminar a necessidade de uma descida sísmica independente ao coletar dados de perfil sísmico vertical durante a execução dos registros petrofísicos. Além disso, a tecnologia de fibra óptica coletou dados de alta frequência ao longo da seção do reservatório, oferecendo uma imagem de alta resolução enquanto melhorou a eficiência em comparação com a solução sísmica convencional. Esses resultados fornecem um nível maior de definição do reservatório e melhoram a avaliação do campo e planos de desenvolvimento.

  • Offshore, na Malásia, a Schlumberger instalou um sistema de substituição de bomba submergível elétrica (electrical submersible pump, ESP) sem plataforma na primeira aplicação de injeção de água de inundação de despejo do mundo para aumentar a eficiência da produção para a Repsol. Essa tecnologia – projetada para bombeamento de água no local produzida pelas areias de aquífero superior para baixo para o suporte de pressão do reservatório – melhora a eficiência, reduz o custo operacional e minimiza o atraso na produção de meses para dias. Ao recuperar e implementar um conjunto ESP padrão no wireline usando o sistema ZEiTECS Shuttle, a Repsol será capaz de aumentar a eficiência da produção enquanto reduz significativamente os custos de intervenção e o atraso na produção quando comparado com as instalações anteriores usando uma unidade de reparação hidráulica ou uma barcaça com tubulação em espiral.

Na América do norte, a tecnologia de Construção de poços, acesso ao mercado e capacitação digital continua a apoiar a nossa ampla base de clientes para alcançar novos referenciais de desempenho em múltiplas bacias. Esses desempenhos de referencial incluem novos registros de perfuração, contato maior com o reservatório e maior eficiência. Os exemplos disso durante este trimestre incluem:

  • Na Bacia de Midland, as equipes da Oxy e da Schlumberger colaboraram para alcançar novos marcos de perfuração usando o serviço conectado digitalmente Performance Live* e o sistema dirigível rotativo PowerDrive Orbit*, perfurando 9.506 pés (2.897 metros) em um período de 24 horas. A perfuração dessa seção lateral definiu um novo marco de 24 horas em toda a empresa para qualquer seção e reflete uma mudança de etapa no desempenho, eclipsando o registro anterior em mais de 20% enquanto mantém toda a lateral na zona alvo. Essa conquista foi alcançada de modo seguro por meio da cooperação entre as equipes de desenvolvimento, ativos e operações do cliente e os especialistas em operações remotas e perfuração da Schlumberger.

  • No leste do Texas, a Schlumberger entregou a curva de uma milha e poço com produção lateral mais rápido na história da KJ Energy na desafiante formação de Cotton Valley. Uma composição de fundo de poço composta por apenas tecnologia Schlumberger – incluindo o sistema rotativo orientável Orbit G2*, o xBolt G2* PowerDrive e a broca com elementos em diamante estriado AxeBlade* acelerou o serviço de perfuração para uma solução adequada à bacia – perfurou remotamente a curva e lateral de 6,75" em 10,6 dias com o serviço Performance Live conectado digitalmente. Esse desempenho ajudou o cliente e superar sua média de desempenho em 28% e o recorde do poço anterior em 24 horas.

A Schlumberger continua a escalonar sua estratégia de plataforma digital com os melhores parceiros da classe, removendo barreiras à adoção e fornecendo acesso a todos os clientes em cada bacia. Os exemplos do trimestre incluem:

  • A Qatar Petroleum Development Company Limited (Japão), também conhecida como QPD, assinou com a Schlumberger um contrato para o fornecimento de recursos de simulação de reservatório sob demanda cobrindo os campos de petróleo de Al-Karkara, A-North e A-South, offshore no Catar. Tirando proveito do ambiente de E&P cognitivo da DELFI*, a QDP terá acesso a recursos de simulação de reservatório baseados em nuvem, escalonáveis, que reduzirão os tempos de operação do processo e custos de capital ao eliminar a necessidade de infraestrutura adicional e licenças de software para acomodar a demanda de simulação de pico.

  • Na Malásia, a Schlumberger anunciou hoje uma implantação em escala empresarial de soluções digitais avançadas para a PETRONAS, habilitadas pelo ambiente de E&P cognitivo DELFI* e integradas à plataforma de dados OSDU™. Esse acordo segue uma implantação de sucesso do programa LiveFDP da PETRONAS na Malásia, que alavancou a suíte petrotécnica DELFI – a coleção de soluções digitais da Schlumberger para fluxos de trabalho petrotécnicos – e a solução de planejamento ágil de desenvolvimento de campo FDPlan*. Essa implementação permitiu que as equipes da PETRONAS gerassem rapidamente cenários de desenvolvimento competitivos a partir de múltiplos dados e domínios funcionais, acelerassem seu planejamento de desenvolvimento de campo e otimizassem o desempenho de produção dos seus ativos.

  • A Qatar Petroleum (QP) assinou com a Schlumberger um contrato de três anos para o fornecimento de serviços de otimização de perfuração digital em tempo real. Nos termos do contrato, os dados de perfuração em tempo real serão enviados do local da plataforma para o centro de operações de última geração da QP em tempo real, onde os especialistas em otimização de perfuração visualizarão os dados de perfuração em tempo real e automatizarão a perfuração e as conclusões da QP usando a última tecnologia da Schlumberger, incluindo a plataforma de software para poços Techlog*. Esse projeto é um marco importante no programa de campo de petróleo inteligente da QP, que visa aumentar a produção enquanto reduz os custos.

O portfólio de soluções de tecnologia de transição da Schlumberger pode ajudar os clientes a descarbonizar as operações eliminando a queima, reduzindo as emissões fugitivas, minimizando a pegada de CO2 e expandindo a eletrificação. Além disso, a tecnologia da Schlumberger está sendo cada vez mais aplicada às oportunidades de energia de baixo carbono e carbono zero adjacentes.

  • No oeste do Texas, a tecnologia de captura de CO2 da Schlumberger – o sistema de membranas de remoção de gás ácido CYNARA* – permitiu a separação de mais de 200 megatoneladas de CO2 do gás natural para a Kinder Morgan, uma das maiores operadoras intermediárias na América do Norte. As instalações de SACROC da Kinder Morgan é a primeira planta de CO2 comercial do mundo para aplicações de recuperação de petróleo melhoradas, onde o CO2 é capturado para a reinjeção nos reservatórios de produção, evitando incineração do gás e emissões ventiladas. O sistema CYNARA tem um design de membrana proprietário com a área de superfície mais eficiente do mercado, que é essencial para o escalonamento da separação e captura de CO2. Isso oferece maior eficiência na separação de CO2 sem produtos químicos, reduzindo o custo e o impacto ambiental, enquanto oferece um recorde de 99,5% de período ativo ao longo de mais de 35 anos de operações nas instalações.

  • Na Rússia, a Schlumberger ajudou a Rosneft a acelerar o tempo até a primeira produção ao aplicar a primeira combinação do mundo de amostra de plataforma de teste de formação wireline inteligente Ora* e serviços de teste transiente profundo no wireline com teste de superfície. Esse enfoque adequado para a bacia permitiu que a equipe da Rosneft testasse de modo eficiente e eficaz os reservatórios multizona em campos remotos, evitando mais de 7.104 toneladas métricas de emissões equivalentes de CO2 e reduzindo o tempo operacional enquanto reunia dados para orientar o desenvolvimento mais rápido do campo. Esse novo enfoque de teste de reservatório incorporando a plataforma Ora permite produção de gás mais fácil ao reduzir o tempo de construção de poços de exploração e otimizando o ciclo de vida da avaliação do campo.

  • Offshore, em Angola, a Eni foi capaz de confirmar hidrocarbonetos mínimos no local e a oferta do reservatório em apenas seis semanas em seu primeiro poço em 2021, sem queima, usando uma combinação de serviço de geologia de reservatório fotorrealista Quanta Geo* da Schlumberger e recursos de teste transiente profundo da plataforma Ora. Comparado com os métodos tradicionais, este eliminou completamente as emissões de gases do efeito estufa relacionados à queima.

  • No Reino Unido, ESP geotérmico de alta temperatura usando tecnologia de bomba REDA* da Schlumberger foi implementado para o teste de poço da planta de energia à prova de conceito do United Downs Deep Geothermal Power Project – a primeira usina de energia geotérmica do Reino Unido – localizada em Cornwall. Essa tecnologia ESP geotérmica implementada está produzindo água aquecida que, mais tarde, será convertida pela usina de energia em eletricidade para a grade, enquanto o calor direto será enviado a um novo empreendimento imobiliário onde viverão 10.000 pessoas. A aplicação da tecnologia de bombas REDA nesse projeto ajudará a demonstrar o potencial dos recursos geotérmicos profundos no Reino Unido para produzir eletricidade e calor com carbono zero. As bombas geotérmicas com eficiência energética REDA Thermal* são fabricadas para produzir com o mínimo de carga de energia parasítica sob condições de poço desafiadoras em sistemas de energia geotérmica, atendendo as aplicações ESP geotérmicas em crescimento que produzem eletricidade com carbono zero e calor em todo o mundo.

Tabelas Financeiras

Demonstração condensada do resultado consolidado (Prejuízo)

(em milhões, exceto por quantidade de ações)

Segundo trimestre

Seis meses

Períodos concluídos em 30 de junho,

2021

2020

2021

2020

Receita

US$ 5.634

US$ 5.356

US$ 10.857

US$ 12.811

Juros e outras receitas

16

33

35

72

Despesas

Custo das receitas

4.768

4.925

9.274

11.548

Pesquisa e engenharia

134

142

268

315

Geral e administrativo

70

81

150

208

Depreciações e outros (1)

-

3.724

-

12.247

Juros

136

144

272

281

Lucro (prejuízo) antes dos impostos (1)

US$ 542

US$ (3.627)

US$ 928

US$ (11.716)

Custo da receita (benefício) (1)

99

(199)

173

(920)

Receita líquida (prejuízo) (1)

US$ 443

US$ (3.428)

US$ 755

US$ (10.796)

Lucro líquido atribuível à participação minoritária

12

6

25

14

Lucro líquido (prejuízo) atribuível à Schlumberger (1)

US$ 431

US$ (3.434)

US$ 730

US$ (10.810)

Ganhos diluídos (prejuízo) por ação da Schlumberger (1)

US$ 0,30

US$ (2,47)

US$ 0,51

US$ (7,79)

Média de ações em circulação

1.398

1.388

1.398

1.388

Média de ações em circulação presumindo diluição

1.421

1.388

1.420

1.388

Depreciação e amortização incluídas nas despesas (2)

US$ 526

US$ 604

US$ 1.058

US$ 1.396

(1)

Consulte a seção intitulada "Encargos e créditos" para obter detalhes.

(2)

Inclui depreciação de propriedade, instalações e equipamentos e amortização de ativos intangíveis, custos de dados sísmicos multicliente e investimentos APS.

Balanço patrimonial condensado consolidado

(em milhões)

30 de junho,

31 de dezembro,

Ativos

2021

2020

Ativo circulante

Caixa e investimentos em curto prazo

US$ 2.682

US$ 3.006

Contas a receber

5.347

5.247

Inventários

3.267

3.354

Outros ativos circulantes

781

1.312

12.077

12.919

Investimento em empresas afiliadas

2.035

2.061

Ativos fixos

6.473

6.826

Fundo de comércio

12.987

12.980

Ativos intangíveis

3.311

3.455

Outros ativos

4.025

4.193

US$ 40.908

US$ 42.434

Passivos e patrimônio

Passivo circulante

Contas a pagar e passivo adquirido

US$ 7.635

US$ 8.442

Passivo estimado para imposto de renda

924

1.015

Empréstimos de curto prazo e posição atual da dívida de longo prazo

36

850

Dividendos a pagar

189

184

8.784

10.491

Dívida de longo prazo

15.687

16.036

Benefícios pós-aposentadoria

956

1.049

Outros passivos

2.422

2.369

27.849

29.945

Patrimônio

13.059

12.489

US$ 40.908

US$ 42.434

Liquidez

(em milhões)

Componentes da liquidez

30 de junho de
2021

31 de março de
2021

31 de dezembro de
2020

30 de junho de
2020

Caixa e investimentos em curto prazo

US$ 2.682

US$ 2.910

US$ 3.006

US$ 3.589

Empréstimos de curto prazo e posição atual da dívida de longo prazo

(36)

(749)

(850)

(603)

Dívida de longo prazo

(15.687)

(15.834)

(16.036)

(16.763)

Dívida líquida (1)

US$ (13.041)

US$ (13.673)

US$ (13.880)

US$ (13.777)

Detalhes de alterações na liquidez:

Seis

Segundo

Seis

Meses

Trimestre

Meses

Períodos concluídos em 30 de junho,

2021

2021

2020

Lucro líquido (prejuízo)

US$ 755

US$ 443

US$ (10.796)

Despesas e créditos, líquido de imposto (2)

-

-

11.230

755

443

US$ 434

Depreciação e amortização (3)

1.058

526

1.396

Despesa com remuneração com base em ações

156

72

213

Alteração no capital de giro

(758)

(303)

(423)

Restituição de imposto federal dos EUA

477

477

-

Outros

(39)

5

(33)

Fluxo de caixa das operações (4)

1.649

1.220

1.587

Despesas de capital

(421)

(243)

(658)

Investimentos APS

(188)

(103)

(224)

Dados sísmicos multicliente capitalizados

(12)

(5)

(61)

Fluxo de caixa livre (5)

1.028

869

644

Dividendos pagos

(349)

(175)

(1.386)

Programa de recompra de ações

-

-

(26)

Rendimentos de planos de ações de funcionários

62

-

69

Aquisições e investimentos de negócios, líquido de caixa adquirido mais dívida adquirida

(35)

(22)

(20)

Receitas líquidas de desinvestimentos

-

-

298

Outros

(30)

31

(130)

Mudança na dívida líquida antes do impacto das mudanças nas taxas de câmbio

676

703

(551)

Impacto das mudanças nas taxas de câmbio sobre a dívida líquida

163

(71)

(99)

Redução (aumento) da dívida líquida

839

632

(650)

Dívida líquida, começo do período

(13.880)

(13.673)

(13.127)

Dívida líquida, final do período

US$ (13.041)

US$ (13.041)

US$ (13.777)

(1)

"Dívida líquida" representa a dívida bruta menos espécie e investimentos de curto prazo. A gerência acredita que o indicador de dívida líquida oferece informações úteis sobre o nível de endividamento da Schlumberger ao informar a quantia em espécie e os investimentos que podem ser usados para amortizar dívidas. Dívida líquida é uma medida financeira não GAAP, que deve ser considerada adicionalmente, e não como substituto ou superior à dívida total.

(2)

Consulte a seção intitulada "Encargos e créditos" para obter detalhes.

(3)

Inclui depreciação de propriedade, instalações e equipamentos e amortização de ativos intangíveis, custos de dados sísmicos multicliente e investimentos APS.

(4)

Inclui pagamento de indenizações de US$ 184 milhões e US$ 72 milhões durante os seis meses e o segundo trimestre terminado em 30 de junho de 2021, respectivamente; e US$ 426 milhões e US$ 370 milhões durante os seis meses e o segundo trimestre de terminado em 30 de junho de 2020, respectivamente.

(5)

"Fluxo de caixa livre" representa o fluxo de caixa das operações menos as despesas de capital, investimentos APS e custos de dados sísmicos multicliente capitalizados. A administração acredita que o fluxo de caixa livre é uma medida de liquidez importante para a empresa e útil para os investidores e para a gestão como uma medida da capacidade da Schlumberger de geração de caixa. Uma vez que as necessidades e as obrigações do negócio são atendidas, esse dinheiro pode ser usado para reinvestir na empresa, para crescimento futuro ou para devolver aos nossos acionistas por meio de pagamentos de dividendos ou recompra de ações. O fluxo de caixa livre não representa o fluxo de caixa residual disponível para despesas discricionárias. O fluxo de caixa livre é uma medida financeira não GAAP que deve ser considerada além de, não como substituto para, ou superior, ao fluxo de caixa livre de operações.

Encargos e créditos

Além de resultados financeiros determinados de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos (princípios contábeis geralmente aceitos, GAAP) dos EUA, este comunicado de imprensa do segundo trimestre de 2021 inclui também medidas financeiras não GAAP (como definido no Regulamento G da SEC). Além das medidas financeiras não GAAP discutidas em "Liquidez", receita líquida (prejuízo), excluindo encargos e créditos, bem como medidas delas derivadas (incluindo EPS diluído, excluindo encargos e créditos; o lucro líquido da Schlumberger (prejuízo), excluindo encargos e créditos; e EBITDA ajustado) são medidas financeiras não GAAP. A administração acredita que a exclusão dos encargos e créditos destas medidas financeiras permite avaliar, de forma mais eficaz, o período de operações da Schlumberger durante o período e identificar as tendências operacionais que poderiam ser mascarados pelos itens excluídos. Estas medidas também são utilizadas pela administração como medidas de desempenho na determinação de certa compensação de incentivo. As medidas financeiras não GAAP anteriores devem ser consideradas adicionalmente, e não como um substituto ou superior a outras medidas de desempenho financeiras preparadas de acordo com GAAP. O seguinte é uma reconciliação de algumas destas medidas não GAAP com as medidas GAAP comparáveis. Para a reconciliação do EBITDA ajustado com a medida GAAP comparável, consulte a seção intitulada "Informações complementares" (item 9).

(em milhões, exceto por quantidade de ações)

Segundo trimestre de 2020

Antes dos impostos

Impostos

Participações
minoritárias

Líquido

EPS
diluído*

Lucro líquido da Schlumberger (base GAAP)

US$ (3.627)

US$ (199)

US$ 6

US$ (3.434)

US$ (2,47)

Redução da força de trabalho

1.021

71

-

950

0,68

Investimentos em soluções de desempenho de ativos

730

15

-

715

0,52

Depreciação do ativo fixo

666

52

-

614

0,44

Baixas de estoque

603

49

-

554

0,40

Deterioração de ativos de direito de uso

311

67

-

244

0,18

Custos associados à saída de algumas atividades

205

(25)

-

230

0,17

Deterioração de dados sísmicos multicliente

156

2

-

154

0,11

Recompra de títulos

40

2

-

38

0,03

Ganho de corte benefícios pós-aposentadoria

(69)

(16)

-

(53)

(0,04)

Outros

61

4

-

57

0,04

Lucro líquido da Schlumberger, excluindo encargos e créditos

US$ 97

US$ 22

US$ 6

US$ 69

US$ 0,05

(em milhões, exceto por quantidade de ações)

Seis meses de 2020

Antes dos impostos

Impostos

Participações
minoritárias

Líquido

EPS
diluído*

Lucro líquido da Schlumberger (base GAAP)

US$ (11.716)

US$ (920)

US$ 14

US$ (10.810)

US$ (7,79)

Fundo de comércio

3.070

-

-

3.070

2,21

Prejuízo com ativos intangíveis

3.321

815

-

2.506

1,81

Investimentos em soluções de desempenho de ativos

1.994

11

-

1.983

1,43

Redução da força de trabalho

1.223

78

-

1.145

0,82

Depreciação do ativo fixo

666

52

-

614

0,44

Baixas de estoque

603

49

-

554

0,40

Reduções no bombeamento por pressão na América do Norte

587

133

-

454

0,33

Deterioração de ativos de direito de uso

311

67

-

244

0,18

Custos associados à saída de algumas atividades

205

(25)

-

230

0,17

Deterioração de dados sísmicos multicliente

156

2

-

154

0,11

Recompra de títulos

40

2

-

38

0,03

Ganho de corte benefícios pós-aposentadoria

(69)

(16)

-

(53)

(0,04)

Outros

140

13

-

127

0,09

Subsídio de avaliação

-

(164)

-

164

0,12

Lucro líquido da Schlumberger, excluindo encargos e créditos

US$ 531

US$ 97

US$ 14

US$ 420

US$ 0,30

*A soma não bate devido ao arredondamento.

Todos os Encargos e créditos registrados os primeiros seis meses de 2020 foram classificados em Depreciações e outros na Demonstração consolidada condensada dos resultados (Prejuízo) que a acompanha.

Não houve encargos ou créditos registrados durante os seis primeiros meses de 2021.

Divisões

Três meses encerrados em

30 de junho de 2021

31 de março de 2021

30 de junho de 2020

Receita

Lucro
antes dos
impostos

Receita

Lucro
antes dos
impostos

Receita

Lucro
(Prejuízo)
antes dos
impostos

Digital e integração

US$ 817

US$ 274

US$ 773

US$ 247

US$ 619

US$ 108

Desempenho de reservatórios

1.117

156

1.002

102

1.170

22

Construção de poços

2.110

272

1.935

209

2.089

180

Sistemas de produção

1.681

171

1.590

138

1.557

145

Eliminações e outros

(91)

(66)

(77)

(32)

(79)

(59)

Receita operacional por segmento, antes dos impostos

807

664

396

Corporativos e outros

(138)

(150)

(169)

Renda de juros(1)

5

4

7

Despesa com juros(1)

(132)

(132)

(137)

Encargos e créditos(2)

-

-

(3.724)

US$ 5.634

US$ 542

US$ 5.223

US$ 386

US$ 5.356

US$ (3.627)

(em milhões)

Seis meses concluídos

30 de junho de 2021

30 de junho de 2020

Receita

Lucro
antes dos
impostos

Receita

Lucro
(Prejuízo)
antes dos
impostos

Digital e integração

US$ 1.590

US$ 521

US$ 1.503

US$ 259

Desempenho de reservatórios

2.119

258

3.139

156

Construção de poços

4.045

482

4.904

511

Sistemas de produção

3.271

309

3.469

336

Eliminações e outros

(168)

(99)

(204)

(90)

Receita operacional por segmento, antes dos impostos

1.471

1.172

Corporativos e outros

(288)

(397)

Renda de juros(1)

9

22

Despesa com juros(1)

(264)

(266)

Encargos e créditos(2)

-

(12.247)

US$ 10.857

US$ 928

US$ 12.811

US$ (11.716)

(1)

Exclui valores que estão incluídos nos resultados dos segmentos.

(2)

Consulte a seção intitulada "Encargos e créditos" para obter detalhes.

Informações complementares

1)

Qual é a orientação para investimento de capital para o ano inteiro de 2021?

O investimento de capital (composto por investimentos em capex, multiclientes e APS) para todo o ano de 2021 ainda deverá ser de entre US$ 1,5 bilhão e US$ 1,7 bilhão. O investimento de capital em 2020 foi de US$ 1,5 bilhão.

2)

Qual foi o fluxo de caixa operacional e o fluxo de caixa livre para o segundo trimestre de 2021?

O fluxo de caixa de operações do segundo trimestre de 2021 foi de US$ 1,2 bilhão e o fluxo de caixa livre foi de US$ 869 milhões apesar dos pagamentos de indenizações de US$ 72 milhões durante o trimestre. Esses valores incluem uma restituição de imposto federal dos EUA de US$ 477 milhões.

3)

O que foi incluído em "Juros e outras receitas" para o segundo trimestre de 2021?

"Juros e outras receitas" para o segundo trimestre de 2021 foi de US$ 16 milhões. Esse valor foi composto por ganhos com investimentos de método de equivalência patrimonial de US$ 10 milhões e renda de juros de US$ 6 milhões.

4)

Como as receitas de juros e as despesas com juros mudaram durante o segundo trimestre de 2021?

A renda de juros de US$ 6 milhões do segundo trimestre de 2021 foi essencialmente estável sequencialmente. As despesas com juros, de US$ 136 milhões, permaneceram inalteradas sequencialmente.

5)

Qual é a diferença entre o lucro consolidado (prejuízo) antes dos impostos e o lucro operacional do segmento antes dos impostos da Schlumberger?

A diferença consiste de itens corporativos, encargos e créditos e renda de juros e despesa com juros não alocados aos segmentos, bem como despesa com remuneração com base em ações, despesa com amortização associada a alguns ativos intangíveis, algumas iniciativas gerenciadas de modo centralizado e outros itens não operacionais.

6)

Qual foi a taxa de impostos efetiva (effective tax rate, ETR) para o segundo trimestre de 2021?

A ETR para o segundo trimestre de 2021 foi de 18,2%, em comparação com 19,2% no primeiro trimestre de 2021.

7)

Quantas ações ordinárias estavam em circulação em 30 de junho de 2021 e qual foi a sua alteração a partir do fim do trimestre anterior?

Havia 1,398 bilhão de ações ordinárias em circulação em 30 de junho de 2021 e 31 de março de 2021.

(em milhões)

Ações em circulação em 31 de março de 2021

1.398

Ações emitidas de acordo com o plano de compra de ações de funcionários

-

Aquisição de ações restritas

-

Ações em circulação em 30 de junho de 2021

1.398

8)

Qual foi o número médio ponderado de ações em circulação durante o segundo trimestre de 2021 e o primeiro trimestre de 2021? Como isso se reconcilia com o número médio de ações em circulação, presumindo a diluição, usado no cálculo do lucro diluído por ação?

O número médio ponderado de ações em circulação durante o primeiro trimestre de 2021 foi de 1,398 bilhão e de 1,398 bilhão durante o primeiro trimestre de 2021. Abaixo está uma reconciliação da média ponderada de ações em circulação com relação ao número médio de ações em circulação, presumindo a diluição usada no cálculo do lucro diluído por ação.

(em milhões)

Segundo trimestre de
2021

Primeiro trimestre de
2021

Média ponderada de ações em circulação

1.398

1.398

Ações restritas não adquiridas

23

21

Média de ações em circulação, assumindo diluição

1.421

1.419

9)

Qual foi o EBITDA ajustado da Schlumberger no segundo trimestre de 2021, no primeiro trimestre de 2021 e no segundo trimestre de 2020?

O EBITDA ajustado da Schlumberger foi de US$ 1,198 bilhão no segundo trimestre de 2021, de US$ 1,049 bilhão no primeiro trimestre de 2021 e de US$ 838 milhões no primeiro trimestre de 2020, e foram calculados como segue:

(em milhões)

Segundo trimestre de
2021

Primeiro trimestre de
2021

Segundo trimestre de
2020

Lucro (prejuízo) líquido atribuível à Schlumberger

US$ 431

US$ 299

US$ (3.434)

Lucro líquido atribuível à participação minoritária

12

13

6

Despesa com impostos (benefício)

99

74

(199)

Lucro (prejuízo) antes dos impostos

US$ 542

US$ 386

US$ (3.627)

Encargos e créditos

-

-

3.724

Depreciação e amortização

526

532

604

Despesa com juros

136

136

144

Receita de juros

(6)

(5)

(7)

EBITDA ajustado

US$ 1.198

US$ 1.049

US$ 838

O EBITDA ajustado representa a receita antes de impostos e excluindo encargos e crédito, depreciação e amortização, despesa com juros e receita com juros. A administração acredita que o EBITDA ajustado é uma medida importante de lucratividade para a Schlumberger e que permite aos investidores e à administração avaliar com mais eficiência as operações da Schlumberger período a período, além de identificar tendências operacionais que poderiam estar ocultas de outra forma. O EBITDA ajustado também é utilizado pela administração como medida de desempenho na determinação de certa compensação de incentivo. O EBITDA ajustado deve ser considerado como adição, e não como um substituto ou superior a outras medidas de desempenho financeiras preparadas de acordo com GAAP.

10)

Quais foram os componentes das despesas de depreciação e amortização no segundo trimestre de 2021, no primeiro trimestre de 2021, e no primeiro trimestre de 2020?

Os componentes das despesas de depreciação e amortização no segundo trimestre de 2021, no primeiro trimestre de 2021, e no segundo trimestre de 2020 foram os seguintes:

(em milhões)

Segundo trimestre de
2021

Primeiro trimestre de
2021

Segundo trimestre de
2020

Depreciação do imobilizado

US$ 352

US$ 355

US$ 417

Amortização do investimento APS

77

75

58

Amortização de ativos intangíveis

75

76

80

Amortização de custos de dados sísmicos multicliente capitalizados

22

26

49

US$ 526

US$ 532

US$ 604

Sobre a Schlumberger

A Schlumberger (SLB: NYSE) é uma empresa de tecnologia que faz parceria com clientes para acessar energia. Nosso pessoal, representando mais de 160 nacionalidades, está fornecendo soluções digitais líderes e implementando tecnologias inovadoras para permitir desempenho e sustentabilidade para o setor de energia global. Com experiência em mais de 120 países, colaboramos para criar tecnologia que dá acesso à energia para o benefício de todos.

Saiba mais em www.slb.com

*Marca da Schlumberger ou de uma empresa Schlumberger.
Outros nomes de empresa, produto e serviço são propriedade de seus respectivos proprietários.

Observações

A Schlumberger realizará uma teleconferência para discutir o comunicado à imprensa e o panorama comercial na sexta-feira, 23 de julho de 2021. A chamada está programada para começar às 9h30 horário da costa leste dos EUA (ET). Para acessar a teleconferência, que é aberta ao público, entre em contato com o operador da teleconferência pelo telefone +1 (844) 721-7241 na América do Norte ou +1 (409) 207-6955 fora da América do Norte, cerca de dez minutos antes do horário de início agendado para a conferência e forneça o código de acesso 8858313. Na conclusão da teleconferência, uma reprodução do áudio estará disponível até 23 de agosto de 2021, discando +1 (866) 207-1041 na América do Norte ou +1 (402) 970-0847 fora da América do Norte e fornecendo o acesso código 6752598. A teleconferência será transmitida pela internet simultaneamente em www.slb.com/irwebcast apenas com áudio. Uma gravação do webcast também estará disponível no mesmo site até 23 de agosto de 2021.

Esta divulgação de ganhos do segundo trimestre de 2021, bem como outras declarações que fazemos, contêm "declarações prospectivas" de acordo com o significado das leis de títulos federais, que incluem quaisquer declarações que não sejam fatos históricos. Tais declarações frequentemente contêm palavras como "espera", "pode", "acredita", "prevê", "planeja", "potencial", "projetado", "projeções", "previsão", "estima", "pretende", "antecipa", "ambiciona", "objetivo", "alvo", "pensa", "deveria", "poderia", "iria", "irá", "vê", "provavelmente", e outras palavras similares. As declarações prospectivas lidam com problemas que são, em diversos graus, incertos, tais como declarações sobre nossos objetivos de desempenho e financeiros e outras previsões ou expectativas relacionadas ou que dependem de nossas perspectivas de negócios, o crescimento da Schlumberger como um todo e para cada uma das suas Divisões (e para linhas de negócios especificadas, áreas geográficas ou tecnologias dentro de cada Divisão); demanda por petróleo e gás natural e crescimento da produção; preços do petróleo e do gás natural; previsões ou expectativas relacionadas à transição energética e à mudança climática global; melhorias nos procedimentos e tecnologias de operação; gastos com capital pela Schlumberger e pelo setor de petróleo e gás; nossas estratégias de negócio, incluindo digital e "adequada para a bacia", bem como as estratégias dos nossos clientes; nossa taxa de impostos efetiva; nossos projetos APS; joint ventures e outras alianças; nossa resposta a e preparação para a pandemia da COVID-19 e outras emergência de saúde difundidas; acesso a matérias-primas; condições econômicas e geopolíticas globais futuras; liquidez futura e resultados futuros das operações como, por exemplo, níveis de margem. Essas declarações estão sujeitas a riscos e incertezas, incluindo, entre outras, mudanças nas condições econômicas globais; mudanças nos gastos de exploração e produção pelos clientes da Schlumberger e mudanças no nível de exploração e desenvolvimento de petróleo e gás natural; resultados das operações e condição financeira dos clientes e fornecedores da Schlumberger; incapacidade da Schlumberger de alcançar suas metas financeiras e de desempenho; incapacidade da Schlumberger de alcançar os objetivos de emissões de carbono zero ou objetivos provisórios de redução de emissões; condições econômicas, geopolíticas e comerciais gerais em regiões-chave do mundo; risco em moeda estrangeira; pressão de preços; fatores climáticos e sazonais; efeitos desfavoráveis ​​das pandemias da saúde; disponibilidade e custo de matérias-primas; modificações operacionais, atrasos ou cancelamentos; desafios na cadeia de suprimentos da Schlumberger; quedas de produção; incapacidade da Schlumberger de reconhecer as eficiências e os benefícios pretendidos de suas estratégias e iniciativas de negócios, como digital ou Schlumberger New Energy; bem como seus planos de restruturação e de redução de custos estruturais; mudanças nos regulamentos governamentais e requisitos regulatórios, incluindo aqueles relacionados à exploração offshore de petróleo e gás, fontes radioativas, explosivos, produtos químicos e iniciativas relacionadas ao clima; incapacidade da tecnologia de enfrentar novos desafios na exploração; competitividade de fontes alternativas de energia ou substitutos de produtos; e outros riscos e incertezas detalhados neste comunicado de resultados do segundo trimestre de 2021 e nossos Formulários 10-K, 10-Q e 8-K mais recentes arquivados ou fornecidos à Securities and Exchange Commission. Se um ou mais desses ou outros riscos ou incertezas se materializarem (ou as consequências de tais mudanças de desenvolvimento), ou se nossas premissas subjacentes se mostrarem incorretas, os resultados reais podem divergir materialmente dos refletidos em nossas declarações prospectivas. As declarações nesta divulgação de resultados do segundo trimestre foram feitas na data deste comunicado e a Schlumberger se isenta de qualquer intenção ou obrigação de atualizar publicamente ou revisar tais declarações, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou qualquer outra razão.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20210730005578/pt/

Contacts

Ndubuisi Maduemezia — Vice-presidente de Relacionamento com Investidores, Schlumberger Limited
Joy V. Domingo — Diretor de Relacionamento com Investidores, Schlumberger Limited
Escritório +1 (713) 375-3535
investor-relations@slb.com

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos