Mercado fechado

Satélites de Elon Musk passam pelo Brasil e são confundidos com OVNIs

Foto: Yuri Smityuk\TASS via Getty Images

Brasileiros que olharam para o céu na noite do último domingo (10) correram para as redes sociais para denunciar a carreata de objetos voadores não identificados vistos a partir de diversas cidades do país. A fila de pontos luminosos, porém, não eram discos voadores.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O fenômeno que se viu em todo o Brasil no domingo era, na verdade, uma rede de satélites chamada Starlink, projeto de telecomunicações da empresa norte-americana SpaceX, comandada pelo bilionário Elon Musk. A fila de satélites poderá ser vista novamente na noite desta segunda-feira (11).

Leia também

O objetivo do projeto Starlink é fornecer internet banda larga de alta velocidade e baixa latência a todo o planeta, incluindo áreas remotas onde, hoje, não há esse tipo de conexão. A SpaceX já colocou 420 satélites em órbita e tem autorização para lançar até 30 mil.

Os satélites da rede Starlink de fato brilham mais do que equipamentos comuns, o que já provocou medo de "invasão alienígena" em outros países e outros momentos dos últimos anos. Também não é a primeira vez que a fila de luzes é vista do Brasil, mas o período de pandemia parece ter deixado os nervos à flor da pele.

Dependendo das condições climáticas e de poluição luminosa da sua cidade, será possível ver a carreata de luzes da Starlink na noite desta segunda, começando às 19h (horário de Brasília).

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.