Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.964,01
    +1.054,98 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.655,29
    -211,86 (-0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,39
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.837,40
    +1,30 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    56.560,79
    +376,29 (+0,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.513,93
    +1.271,26 (+523,84%)
     
  • S&P500

    4.152,10
    -36,33 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    34.269,16
    -473,66 (-1,36%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.013,81
    -581,89 (-2,03%)
     
  • NIKKEI

    28.608,59
    -909,71 (-3,08%)
     
  • NASDAQ

    13.331,75
    -14,25 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3433
    +0,0031 (+0,05%)
     

Sapato de rainha francesa decapitada é leiloado por R$ 280 mil

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
O sapato da rainha da França, Maria Antonieta. (Foto: REUTERS/Christian Hartmann)
O sapato da rainha da França, Maria Antonieta. (Foto: REUTERS/Christian Hartmann)

Um sapato branco, feito de pele de cabra, seda e couro, foi leiloado no último domingo (15) em Versalhes, na França, por uma quantia equivalente a cerca de R$ 282 mil.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O valor atingido pela relíquia vem de seu histórico de uso. Ela foi usada por Maria Antonieta (1755-1793), a última rainha da França anterior à Revolução Francesa, movimento político que levou à sua prisão e decapitação em praça pública.

Leia também:

O objeto foi vendido pela casa de leilões Osenat, especializada em itens raros como esse. As informações são da agência de notícias AFP.

O sapato ainda apresenta um bom estado de conservação, segundo a casa, mede 22,5 centímetros de comprimento, e possui uma sola de couro, além de salto de 4,7 cms.

Ele foi preservado por uma empregada pessoal da antiga rainha, e guardado desde então.

Maria Antonieta foi julgada pelo tribunal revolucionário francês e considerada culpada por traição nacional. Ela foi conduzida de carroça até a atual Place de la Concorde, em Paris, onde sua cabeça foi cortada na guilhotina e exibida ao público, no dia 16 de outubro de 1793.

O marido dela, o rei Luís VXI, já havia sido executado em janeiro do mesmo ano, também na guilhotina.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube