Mercado fechará em 2 h 37 min
  • BOVESPA

    118.346,41
    +965,91 (+0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.587,38
    -539,13 (-1,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,51
    -0,26 (-0,49%)
     
  • OURO

    1.851,60
    -3,60 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    31.510,46
    -2.820,67 (-8,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    633,23
    -14,10 (-2,18%)
     
  • S&P500

    3.855,28
    -0,08 (-0,00%)
     
  • DOW JONES

    30.976,66
    +16,66 (+0,05%)
     
  • FTSE

    6.652,82
    +13,97 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.493,00
    +17,50 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5141
    -0,1221 (-1,84%)
     

São Paulo muda regras e coloca 4 regiões do estado na fase laranja

João Conrado Kneipp
·2 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - DECEMBER 23: Sao Paulo state Health Secretary, Dr. Jean Gorinchteyn (L) speaks next to Joao Gabbardo (R), Executive Coordinator of the Covid-19 Contingency Center in Sao Paulo during a press conference about the conclusion of the CoronaVac vaccine clinical study at Butantan Institute on December 23, 2020 in Sao Paulo, Brazil. According to the Butantan Institute and the Government of Sao Paulo, the CoronaVac vaccine developed in partnership with the Chinese laboratory Sinovac reached an efficacy rate higher than the minimum recommended by WHO (World Health Organization). The official release of the vaccine's efficacy numbers will be published after the Chinese laboratory unifies data from studies in other countries to avoid different indices. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (8) pelo secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn. (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

O governo de São Paulo anunciou mudanças nos parâmetros que regulam as medidas restritivas para comércios e serviços devido à Covid-19, e regrediu três regiões para a fase laranja do Plano São Paulo, mas flexibilizou alguns critérios de funcionamento de atividades.

O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (8) pelo secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, e pelo coordenador do Centro de Contingência ao Coronavírus, Paulo Menezes. Ao contrário da coletiva para anúncio da eficácia da CoronaVac, o governador João Doria (PSDB) não esteve presente.

“A pandemia infelizmente recrudesceu. Por culpa de poucos que impactaram as estatísticas, que não respeitaram normas sanitárias e orientações da Saúde. Pessoas que se aglomeraram, não usaram máscaras, festejaram de forma irresponsável e colocaram a vida de familiares e amigos em risco. A maioria da população colabora para o controle da pandemia”, afirmou Gorinchteyn.

Mesmo com alta de 30% em todo estado no número de novos casos em comparação com a última semana de 2020, 90% da população de São Paulo estará sob as regras da Fase Amarela, considerada intermediária, incluindo a Grande São Paulo.

As regiões de Marília, Registro e Sorocaba regrediram da fase amarela para a laranja, enquanto a região de Presidente Prudente saiu da fase vermelha, a mais restritiva do programa, e avançou à laranja.

Leia também

Nova classificação do estado atualizada nesta sexta-feira (8). (Foto: Reprodução/YouTube/Governo de SP)
Nova classificação do estado atualizada nesta sexta-feira (8). (Foto: Reprodução/YouTube/Governo de SP)

A fase laranja havia sido extinta do plano de classificação e foi retomada após uma revisão dos indicadores, com a flexibilização de alguns deles. Na prática, as regras da fase laranja permitem o funcionamento dos mesmos setores autorizados na fase amarela.

A mudança anunciada para as fase laranja acontecem em dois parâmetros:

  • no limite máximo de ocupação — passando de 20% para 40%, igual na amarela;

  • no limite de horas em funcionamento — de 4h por dia para, no máximo, 8 horas;

A nova reclassificação do Plano São Paulo começa a valer somente a partir da próxima segunda-feira (11) e será revista somente no dia 5 de fevereiro.

MUDANÇA NOS CRITÉRIOS DO PLANO SÃO PAULO

Com relação à mudança nos critérios do plano, o governo justificou que os novos parâmetros permitem um controle maior sobre indicadores de incidência da pandemia e acompanhamento da velocidade do vírus.

Entre os pontos revisados, estão os parâmetros da taxa de ocupação de UTI (Unidade de Terapina Intensiva) na fase laranja, além dos números de internações e óbitos para avanço à fase verde.

Confira no quadro abaixo:

Parâmetros foram atualizados para avanço à fase verde, e endurecimento para avançar à amarela. (Foto: Reprodução/YouTube/Governo de SP)
Parâmetros foram atualizados para avanço à fase verde, e endurecimento para avançar à amarela. (Foto: Reprodução/YouTube/Governo de SP)