Mercado fechará em 4 h 58 min
  • BOVESPA

    110.043,67
    +1.555,79 (+1,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.802,87
    +284,57 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,50
    -0,78 (-0,71%)
     
  • OURO

    1.853,50
    +11,40 (+0,62%)
     
  • BTC-USD

    30.236,70
    +282,52 (+0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    677,81
    +2,94 (+0,44%)
     
  • S&P500

    3.949,04
    +47,68 (+1,22%)
     
  • DOW JONES

    31.778,88
    +516,98 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.499,72
    +109,74 (+1,48%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.866,00
    +25,25 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1169
    -0,0359 (-0,70%)
     

80 postos de saúde em SP terão energia solar

·1 min de leitura
Estimativas da prefeitura apontam para economia de R$ 65 milhões com energia solar
Estimativas da prefeitura apontam para economia de R$ 65 milhões com energia solar. (REUTERS/Bruno Kelly)
  • Iniciativa começa a partir de 2024 em 80 unidades de saúde da capital paulista;

  • Para viabilizar programa a prefeitura firmou uma PPP com empresa Quantum e a consultoria Houver;

  • Ação faz parte do Programa Municipal de Energia Limpa.

Governos e empresas buscam alternativas elétricas frente o aumento constante da conta de luz e a dependência das hidrelétricas. Com esse objetivo 80 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade de São Paulo serão abastecidas por meio da energia solar.

As 80 unidades, dispostas pelas seis regiões da cidade, receberão os painéis solares e respectivos equipamentos a partir de 2024. Veja a distribuição das UBSs por região da cidade de São Paulo:

  • Zona Norte: 16 UBSs e uma AMA/UBS Integrada

  • Centro: 2 UBSs

  • Zona Leste: 27 UBSs e 5 AMAs/UBSs Integradas

  • Zona Oeste: 7 UBSs, 2 AMAs/UBSs Integradas e 1 AMA/Ambulatório de Especialidade

  • Zona Sudeste: 13 UBSs

  • Zona Sul: 6 UBSs

Leia mais

Programa Municipal de Energia Limpa

A instalação da energia solar nas unidades de saúde faz parte de um programa da prefeitura de São Paulo para implementar a energia renovável por toda a cidade.

Para instalação e administração da energia solar nas UBSs, a prefeitura de São Paulo firmou um consórcio por meio da PPP (parceria público-privada) com a empresa Quantum e a consultoria Houver.

A prefeitura da capital paulista espera economizar R$ 65 milhões em 25 anos. Para cobrir o consórcio a prefeitura pagará R$ 171 mil por mês durante a duração da PPP.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) projeta que com a iniciativa 72.594 toneladas de CO2 à atmosfera terrestre durante os próximos 25 anos.

"Temos 469 UBSs e 80 delas darão uma economia de mais de 1 milhão de árvores, além do ganho financeiro", afirma o prefeito Ricardo Nunes.

Com informações de Folha de São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos