Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.800,61
    +282,44 (+0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Santos sofre para marcar o primeiro, mas deslancha e goleia Juazeirense

·3 minuto de leitura
SANTOS, SP, 28.07.2021 – SANTOS-JUAZEIRENSE: Partida entre Santos e Juazeirense, pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2021, na Vila Belmiro, em Santos, SP, nesta terça-feira 28. (Foto: Fernanda Luz/Agif/Folhapress)
SANTOS, SP, 28.07.2021 – SANTOS-JUAZEIRENSE: Partida entre Santos e Juazeirense, pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2021, na Vila Belmiro, em Santos, SP, nesta terça-feira 28. (Foto: Fernanda Luz/Agif/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Santos levou mais de 71 minutos para conseguir furar a defesa do Juazeirense nesta quarta-feira (28) e sair na frente no confronto pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de enfim abrir o marcador, conseguiu se soltar e fez 4 a 0 na Vila Belmiro.

Após eliminar o Cruzeiro na última fase da competição, a equipe baiana deu trabalho aos santistas, que, mesmo com domínio do jogo, encontraram dificuldades para furar o bloqueio do time visitante.

Contrariando as ordens do técnico Fernando Diniz à beira do gramado, a equipe alvinegra passou uma boa parte do jogo insistindo em jogadas pelo alto, e foi assim que chegou ao gol, com Madson, aos 26 minutos do segundo tempo. Aos 39, com menos pressão, fez o segundo, com Lucas Braga. Nos acréscimos, Marcos Leonardo e Carlos Sánchez fecharam a contagem.

A partida de volta será no dia 5 de agosto, em Juazeiro. Antes, no próximo domingo (1º), a equipe alvinegra vai encarar a Chapecoense, em Chapecó, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Nesse duelo, o técnico Fernando Diniz não poderá se dar ao luxo de escalar um time reserva, já que o Santos não vence no Nacional há três rodadas -vem de duas derrotas e um empate. Com 16 pontos, está na 16ª posição, cinco pontos à frente do São Paulo, o 17º e o primeiro na parte vermelha da tabela.

Na última rodada, assim como nesta quarta, os santistas dominaram a partida, tiveram grande volume no ataque, mas não fizeram gols contra o Atlético-GO. Perderam por 1 a 0 um jogo no qual tiveram 29 finalizações, contra sete do rival.

Diante do Juazeirense, a situação chegou a ficar parecida. Embora tenha tido o controle da posse de bola e ainda criado uma série de oportunidades, o Santos correu o risco de sair atrás no placar. O Juazeirense teve duas oportunidades cara a cara com o goleiro João Paulo, que evitou que o time fosse vazado.

Depois que Madson, enfim, abriu o placar, o Santos conseguiu atuar com menos pressão e construiu uma goleada. Lucas Braga, Marcos Leonardo e Carlos Sánchez praticamente asseguraram a classificação às quartas de final.

O time preto e branco entrará com grande vantagem no jogo de volta e poderá avançar mesmo perdendo por três gols de diferença.

SANTOS

João Paulo, Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Jean Mota, Carlos Sánchez e Gabriel Pirani (Bruno Marques); Marinho (Marcos Leonardo), Marcos Guilherme e Lucas Braga. Técnico: Fernando Diniz

JUAZEIRENSE

Rodrigo Calaça; G. Lucena (Carlinhos), Jemerson, Wendell e Daniel; Waguinho, Patrick, Sapé e Junior Timbó (Ian Augusto); Toni (Waldir) e Kesley (Nino Guerreiro). Técnico: Carlos Rabello

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)

Assistentes: Michael Correia e Luiz Claudio Regazone (ambos do RJ)

VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Cartões amarelos: Daniel Nazaré, Tony Galego (J); Marinho, Jean Mota (S)

GOLS: Madson, aos 26min, Lucas Braga, aos 39min, Marcos Leonardo, aos 46min, e Carlos Sánchez, aos 54min do segundo tempo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos