Mercado abrirá em 4 h 22 min
  • BOVESPA

    115.882,30
    -581,70 (-0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.262,01
    -791,59 (-1,76%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,41
    -0,44 (-0,83%)
     
  • OURO

    1.832,80
    -12,10 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    31.262,78
    -415,85 (-1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    630,16
    +2,50 (+0,40%)
     
  • S&P500

    3.750,77
    -98,85 (-2,57%)
     
  • DOW JONES

    30.303,17
    -633,83 (-2,05%)
     
  • FTSE

    6.567,37
    -86,64 (-1,30%)
     
  • HANG SENG

    28.594,74
    -702,79 (-2,40%)
     
  • NIKKEI

    28.197,42
    -437,79 (-1,53%)
     
  • NASDAQ

    12.989,00
    -116,50 (-0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5405
    -0,0132 (-0,20%)
     

Santos emocionou quem gosta de futebol com atuação maravilhosa contra o Boca Juniors

Alexandre Praetzel
·1 minuto de leitura
Jogadores e membros da comissão técnica do Santos comemoram a classificação para a final da Libertadores da América. Foto: Fernanda Luz/AGIF
Jogadores e membros da comissão técnica do Santos comemoram a classificação para a final da Libertadores da América. Foto: Fernanda Luz/AGIF

O Santos atropelou o Boca Juniors e garantiu presença em mais uma decisão da Libertadores da América. A vitória de 3 a 0 escancarou a diferença técnica entre as duas equipes, com uma atuação digna de um grande finalista. Marinho foi o protagonista, conduzindo o Santos a bons lances e assistências, além de tirar os adversários do sério.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Desde o início, o Santos foi superior, com uma bola na trave de Andrada, aos 30 segundos de partida. A aplicação tática, aliada à intensidade e velocidade santista, deixaram os argentinos atordoados. O Santos não foi incomodado até abrir 3 a 0, com o gol de Pituca no primeiro tempo e os outros dois com Soteldo e Lucas Braga, no começo da segunda etapa. Se tivesse mais calma, o Santos poderia ter goleado, ainda mais quando ficou com 11 jogadores contra dez, após a expulsão do lateral Fabbra.

Leia também:

Cuca mostrou que tem o elenco na mão, com uma formação tática definida e capaz de surpreender seus oponentes. O Santos não é mais novidade e seria favorito diante do Palmeiras, se a finalíssima fosse daqui sete dias. Como o jogo é no dia 30 de janeiro, o Palmeiras terá mais tempo para recuperar seus atletas, fisicamente.

O Santos foi maravilhoso e emocionou quem gosta de futebol. É o clube com a maior capacidade de regeneração, depois de uma gestão falimentar. A recuperação foi impressionante e mostra que o Santos é capaz de ganhar a Libertadores pela quarta vez. Mas antes, tem o Palmeiras pela frente. Será espetacular, de ambos os lados.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos