Santander confirma demissão de mil funcionários

O Banco Santander confirmou na noite desta quinta-feira a demissão de cerca de mil pessoas de seu quadro de funcionários. Segundo nota à imprensa, esta semana o Santander realizou algumas mudanças organizacionais que levaram a uma redução no quadro.

A nota afirma que, considerando que o banco emprega 55.000 pessoas, essa redução representa aproximadamente 2% de sua força de trabalho. "Essas mudanças organizacionais visam preparar o banco para acompanhar o processo de transformação do sistema financeiro nacional e à nova realidade de competitividade da indústria."

O banco diz ainda que o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, que inclui a capital e a região metropolitana de São Paulo, atendendo solicitação do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, realizou audiência na tarde desta quinta entre as partes. Nova audiência será realizada na próxima terça-feira, 11 de dezembro.

O Santander, além de seguir rigorosamente todas as previsões legais, está implementando um programa de apoio aos funcionários desligados, facilitando o processo de recolocação no mercado. "O Santander reafirma seu compromisso de crescimento e seu apoio ao desenvolvimento do Brasil", conclui a nota.

Mais cedo, o TRT da 2ª Região determinou que o Santander suspendesse as demissões feitas esta semana. Caso o banco não volte atrás, a multa diária será de R$ 100 mil. A informação consta em ata assinada pela desembargadora Rilma Aparecida Hemetério de audiência aberta nesta quinta que reuniu representantes do sindicato e do banco.

Carregando...