Mercado abrirá em 4 h 50 min
  • BOVESPA

    106.927,79
    +1.397,79 (+1,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.744,92
    -185,48 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,32
    +0,50 (+0,60%)
     
  • OURO

    1.818,80
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    42.796,29
    -407,44 (-0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.028,77
    +3,04 (+0,30%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.542,95
    -20,90 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    24.207,86
    -175,46 (-0,72%)
     
  • NIKKEI

    28.333,52
    +209,24 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    15.553,00
    -42,75 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3118
    -0,0056 (-0,09%)
     

Samy Dana fala sobre adoção do Bitcoin em El Salvador

·3 min de leitura
Samy Dana fala sobre Bitcoin em lucro após adoção por El Salvador
Samy Dana fala sobre Bitcoin em lucro após adoção por El Salvador

Desde que El Salvador adotou o Bitcoin como moeda de curso legal há 90 dias, a moeda digital valorizou 34%, lembrou Samy Dana. Apontado agora como um antigo crítico do Bitcoin, Samy abriu seus olhos para este assunto que tanto criticou.

Segundo ele, a moeda digital era só um ativo especulativo e não deveria ser um investimento comum para as pessoas.

Em outubro de 2021, contudo, Samy disse que poderia estar errado sobre o Bitcoin, culpando a Rede Globo por falar mal da moeda no passado. Na ocasião, ele disse que a moeda não era um golpe, sendo apenas arriscada.

Cerca de um mês depois, Samy recomendou que pessoas interessadas no Bitcoin comprassem aos poucos, como forma de minimizar os riscos no investimento. Essa sequência de acontecimentos despertou a atenção da comunidade Bitcoin Brasil, que tem em Samy Dana uma das principais referências em atacar a moeda.

Samy Dana diz que Bitcoin valorizou bem 90 dias após El Salvador adotar a moeda

No dia 7 de setembro de 2021, enquanto o Brasil comemorava sua independência, El Salvador comemorava sua liberdade financeira, ao adotar o Bitcoin como moeda de curso legal.

Assim, o pequeno país da América Central era o primeiro a ter uma moeda de curso legal que não é emitida por governos e nem tem um controle central, completando nesta segunda-feira (6) os primeiros 90 dias desde a implementação.

Neste período então, Samy Dana lembrou que o Bitcoin já se valorizou 32%, mostrando que a estratégia de El Salvador até aqui tem dado certo, com o governo local apostando suas fichas na moeda digital.

“Pelo menos até agora, a economia está no lucro, por assim dizer. Desde o dia da implementação, ou inauguração do Bitcoin como moeda oficial, a valorização foi de 32%. Quem recebeu Bitcoin e manteve, teve esse lucro”.

Para o país, a principal vantagem do Bitcoin é evitar o sistema bancário tradicional para se realizar remessas bancárias. Samy lembrou também que o governo deu um dinheiro em Bitcoin para que a população conhecesse o sistema e começasse a trabalhar com a tecnologia como meio de pagamentos.

Em El Salvador, qualquer transação já pode ser realizada com Bitcoin, desde uma compra de um McDonald’s até um refrigerante na praia.

Isso porque, a Lightning Network tem sido a rede de pagamentos utilizada pelos salvadorenhos, que estão cada vez mais compreendendo as vantagens do sistema, colocando a popularidade do presidente Nayib Bukele acima de 80%, lembrou Samy.

“Estou monitorando o caso ainda”

Samy Dana lembrou que o governo de El Salvador deu US$ 30,00 em Bitcoin para que a população aprendesse sobre o sistema. O presidente local, inclusive, tem a melhor avaliação na América Latina após essa adoção do Bitcoin, apontou o economista brasileiro.

Dana lembrou que El Salvador é um local de ousados experimentos econômicos, mas que o Bitcoin ainda não será a moeda para importação e exportação naquele país. Dívidas externas e internas também não podem ser pagos em moeda digital.

Por fim, Samy Dana lembrou que o sucesso de El Salvador está condicionado a alta do Bitcoin no mercado, visto que com sua desvalorização ou período de baixa poderia levar o país a ter problemas.

“Por enquanto a economia sofre, ao dar preços para uma moeda tão volátil. De 8 a 18 de novembro, por exemplo, o Bitcoin caiu 19%. De lá para cá, subiu 6%. Um experimento que vale a pena acompanhar, em breve trago novidades”.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos