Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.670,86
    +950,98 (+2,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Samsung também começa a ameaçar leakers com processos por conta de vazamentos

·2 minuto de leitura

A Samsung começou a enviar alertas para leakers nesta semana, com ameaças judiciais por conta de vazamentos de informações sobre futuros lançamentos. A marca é mais uma entre as gigantes fabricantes de celulares a notificar os responsáveis pelas publicações.

Nos últimos dias vimos que a Apple e a Xiaomi já começaram com movimentações neste sentido. A empresa chinesa ameaçou processar o leaker Sudhanshu Ambhore por ter vazado informações sobre o lançamento global do Poco M3 Pro 5G semanas antes do anúncio oficial. Já a Gigante de Cupertino contratou um grupo de advogados especificamente para enviar alertas para perfis famosos que vazam detalhes sobre futuros smartphones da marca.

Agora, parece que a Samsung irá seguir o mesmo caminho. De acordo com o leaker Max Jambor, a sul-coreana já começou a ir atrás de quem vaza detalhes sobre o design de futuros celulares da empresa, com a defesa de que esses vazamentos violam direitos autorais da empresa.

Segundo informações, a Samsung solicitou que diversos perfis façam a remoção de conteúdos já vazados previamente. Mais especificamente, esse ataque da empresa vai contra quem publica renderizações oficiais, em imagem ou vídeo, dos celulares antes dos lançamentos. Max explica que a alegação da Samsung é que esses vazamentos possuem materiais protegidos por direitos autorais e que os leakers não possuem direito legal para publicá-los.

Max também explica que as ameaças parecem direcionadas apenas para os sites que publicaram originalmente os materiais protegidos, não para outros que tenham compartilhado posteriormente. Isso deixa uma certa dúvida sobre quais poderão ser as próximas vítimas da Samsung.

De qualquer forma, o movimento iniciado pela Apple parece ter ganhado uma certa força e, agora, outras fabricantes podem entrar na disputa contra os leakers, assim como fizeram a Samsung e a Xiaomi. No entanto, resta saber até que ponto a sul-coreana chegará com as ameaças.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos