Mercado abrirá em 21 mins

Samsung registra novo celular com corpo preenchido por tela; confira o visual

Diego Sousa
·3 minuto de leitura

No último dia 29, uma patente da Samsung foi aprovada pelo Escritório Mundial de Propriedade Intelectual (WIPO, da sigla em inglês) e descreve um celular com todo o seu corpo preenchido por tela, algo como a Xiaomi fez com o Mi Mix Alpha, mas com algumas novidades bem interessantes para se distanciar da aposta da rival.

A documentação, com 70 páginas, exibe os detalhes de como a Samsung poderia utilizar e design. São muitas informações, portanto iremos resumi-las, para facilitar o entendimento. Confira abaixo as principais novidades da nova patente da sul-coreana.

Tela para todo lado

O smartphone da Samsung utiliza um display curvo na parte da frente, que aproveita toda extensão da área frontal. De acordo com as renderizações abaixo, criadas pelo designer Giuseppe Spinelli, não haveria notches ou entalhes para a câmera frontal, sugerindo que ela ficaria sob a tela ou no sistema deslizante do aparelho, que vamos falar mais abaixo.

Já na parte de trás, o celular exibe um painel plano, também sem nenhum espaço para o módulo de câmeras ou LEDs para o flash. A solução da Samsung, aqui, foi deixar toda região traseira deslizante, de modo a revelar as lentes somente quando o usuário quiser tirar fotos. Como também existe uma tela secundária na região traseira, também seria possível fazer selfies com os sensores principais.

No Mi Mix Alpha, a Xiaomi optou por incluir o módulo de câmeras em uma faixa preta na parte traseira, praticamente separando a tela ao meio. Na prática, a aposta da Samsung promete oferecer mais aproveitamento frontal e traseiro.

Aplicações e visual da patente da Samsung (Foto: Reprodução/LetsGoDigital)
Aplicações e visual da patente da Samsung (Foto: Reprodução/LetsGoDigital)

A documentação também descreve um sensor colocado sob a tela principal, que serviria para detectar o usuário e adaptar qual dos painéis devem ser ligados ou desligados, com base no uso. Por exemplo, se o smartphone estiver sobre uma mesa, ele desativaria o display secundário, para que não houvesse toques acidentes e consumo de energia desnecessário.

A patente não especifica quais tipos de painel seriam usados no smartphone, mas, ao que tudo indica, as duas telas seriam AMOLED, como de costume nos smartphones mais premium da Samsung. A construção do aparelho, por outro lado, seria de um material transparente capaz de transmitir luz, por exemplo, material acrílico ou polímero transparente.

Aplicações

O material descreve muitas aplicações para o smartphone com duas telas e um sistema deslizante para as câmeras. A mais comum, já presente nos dispositivos dobráveis da empresa, seria exibir um vídeo no painel principal, enquanto informações adicionais e comentários ficariam no display secundário.

À primeira vista, não parece muito prático, já que o usuário teria que virar o celular toda vez que quisesse ver os comentários dos vídeos. Nos dobráveis atuais, os detalhes já são exibidos na parte da frente, com a tela dividida.

Sistema deslizante do smartphone conta com as câmeras (Foto: Reprodução/LetsGoDigital)
Sistema deslizante do smartphone conta com as câmeras (Foto: Reprodução/LetsGoDigital)

Graças ao material transparente que praticamente cobriria o aparelho, o smartphone poderia exibir notificações ao usuário em forma de avisos visuais — por exemplo, informando sobre as condições do tempo. A patente também descreve a possibilidade de escanear o ambiente usando o celular. Assim, as cores seriam detectadas e o smartphone exibiria imagens semelhantes na tela.

Como o smartphone possui a proposta de ser somente tela, não haveria nenhum tipo de porta, sugerindo a possibilidade de carregamento sem fio.

Importante mencionar que, como se trata de uma patente, não há garantias de que a Samsung lançará um smartphone com esse design. Mas é sempre bom ver as companhias tentando novas formas de interagir com os aparelhos. Atualmente, a LG vem trabalhando na linha "Explorer Project", com o objetivo de trazer novas maneiras de trabalhar com o celular.

O Wing foi a primeira aposta desse projeto. O smartphone se destaca pela secundária que gira em 90 graus. O segundo lançamento sob essa proposta deve ser lançado no começo do ano que vem e terá como principal chamariz a tela enrolável, ou seja, haverá um módulo retrátil na parte de cima que saltará do corpo quando é acionado, provavelmente revelando uma área frontal maior.

Você pode conferir todas as informações da patente na íntegra aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: