Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,01
    +0,57 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.769,40
    +3,70 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    63.902,32
    +2.433,15 (+3,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,22
    +17,87 (+1,22%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.410,75
    +120,25 (+0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4959
    +0,1044 (+1,63%)
     

Samsung reforça presença de Ray Tracing em novo Exynos com GPU AMD

·3 minuto de leitura

Prometendo se tornar o novo chipset mais poderoso do mundo Android, o Exynos 2200, como é conhecido no momento, não apenas contará com a nova arquitetura ARMv9, como ainda marcará o retorno da AMD aos celulares em uma parceria com a Samsung. A novidade ainda tem poucos detalhes oficiais revelados, mas testes vazados revelam um cenário bastante animador.

Entre as poucas informações já divulgadas pelas empresas está a microarquitetura empregada na GPU do novo chip. Durante sua apresentação na Computex 2021, em junho, a AMD confirmou que a solução utilizará uma versão adaptada da RDNA 2 presente nas placas de vídeo Radeon RX 6000, bem como no PlayStation 5 e Xbox Series X|S. Uma das vantagens da presença dessa tecnologia é o suporte ao Ray Tracing, recurso que acaba de ser reforçado em novo teaser da Samsung.

Samsung divulga teaser de Ray Tracing no Exynos 2200

Conforme destacou o leaker Ice Universe, a conta oficial do Samsung Exynos na plataforma chinesa Weibo divulgou um novo teaser neste final de semana destacando o suporte do novo Exynos ao Ray Tracing.

A tecnologia, que pode ser traduzida literalmente como "Traçado de Raios", é parte integrante da microarquitetura RDNA 2 e utiliza milhões de raios emitidos pela câmera dos jogos para simular o comportamento da luz e entregar visuais mais realistas, com sombras, reflexos e outros elementos de iluminação mais precisos.

A presença de Ray Tracing em smartphones é inédita e promissora, ainda que algumas dúvidas importantes ainda devam ser esclarecidas — a função afeta bruscamente o desempenho e pode cortar pela metade a taxa de quadros, especialmente por se tratar da primeira geração da tecnologia da AMD, que ainda requer aprimoramentos.

Também não está completamente claro se haverá suporte ao FidelityFX Super Resolution, que reduz a resolução de processamento para reduzir o estresse no chip gráfico e então realiza upscaling, técnica para aumentar a resolução exibida.

Exemplo de uso do Ray Tracing divulgado pela Nvidia — note as sombras e os reflexos pelo cenário (Imagem: Reprodução/Nvidia)
Exemplo de uso do Ray Tracing divulgado pela Nvidia — note as sombras e os reflexos pelo cenário (Imagem: Reprodução/Nvidia)

Por fim, é preciso que os desenvolvedores de jogos implementem o Ray Tracing às suas produções para que o recurso possa ser efetivamente utilizado — resta saber se haverá esse suporte, considerando que o Ray Tracing será limitado, ao menos temporariamente, ao Exynos da linha Galaxy S22. Seja como for, não deve faltar muito agora para descobrirmos mais detalhes do chipset, que deve ser oficializado ainda em 2021.

Novidade promete superar A14 Bionic

Previsto para estrear junto ao Galaxy S22 no início de 2022, o Exynos 2200 promete assumir o posto de campeão de desempenho entre os celulares Android. Testes vazados sugerem que a novidade pode superar com folga o próximo Snapdragon da Qualcomm e até mesmo ser competitivo com o A14 Bionic da Apple, ainda que perca por uma margem considerável para o recente A15 Bionic.

Previsto para estrear com o Galaxy S22, o Exynos 2200 pode ser poderoso a ponto de chegar aos notebooks (Imagem: Divulgação/Samsung)
Previsto para estrear com o Galaxy S22, o Exynos 2200 pode ser poderoso a ponto de chegar aos notebooks (Imagem: Divulgação/Samsung)

Ainda segundo os rumores, a GPU do componente pode ser poderosa a ponto de incentivar a Samsung a adotar o novo Exynos em notebooks. Acredita-se que, com melhor capacidade de resfriamento, o chip ofereça maiores desempenho e estabilidade, podendo trazer maior relevância ao laptops Windows equipados com processadores baseados na arquitetura ARM.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos