Mercado abrirá em 6 h 36 min
  • BOVESPA

    121.241,63
    +892,84 (+0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.458,02
    +565,74 (+1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,29
    -0,07 (-0,13%)
     
  • OURO

    1.838,80
    +8,90 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    36.445,15
    +3,41 (+0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    716,26
    -18,89 (-2,57%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.720,65
    -15,06 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    29.707,12
    +844,35 (+2,93%)
     
  • NIKKEI

    28.645,52
    +403,31 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.929,75
    +127,50 (+1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4045
    +0,0092 (+0,14%)
     

Samsung promete apresentar uma “nova visão em telas” em 6 de janeiro

Rubens Eishima
·3 minuto de leitura

A Samsung divulgou um convite para o evento “The First Look 2021” para a primeira semana do próximo ano. O evento acontece no dia 6 de janeiro, antes da feira de eletrônicos CES, e mostrará em transmissão online “experiências de tela de maneiras nunca vistas”, revela a fabricante.

Assinado por Jonghee Han, presidente da divisão de telas da Samsung Electronics, o convite trata da parte do grupo sul-coreano responsável por televisores, sistemas para uso comercial (letreiros, videowalls, etc). Ou seja, não envolve as divisões de celulares ou painéis para dispositivos (feitos pela Samsung Display).

Silhuetas sugerem TVs verticais (Sero) e aparelhos tradicionais (Imagem: divulgação/Samsung)
Silhuetas sugerem TVs verticais (Sero) e aparelhos tradicionais (Imagem: divulgação/Samsung)

A Samsung deve anunciar sua atualização anual para a linha de televisores LCD (batizados pela fabricante como QLED, Crystal LED, etc.), além de mostrar seu recém-anunciado televisor com a tecnologia microLED — que diferentemente das TVs LCD/LED/QLED/miniLED não usa um painel de cristal líquido, e sim uma grade com milhões de LEDs individuais que foram os diferentes pontos na tela.

miniLED talvez?

Boatos indicam que a Samsung pode lançar já em 2021 sua primeira geração de aparelhos “miniLED”. A tecnologia se distingue das TVs LED/LCD por utilizar um painel de retroiluminação com uma quantidade maior de LEDs, permitindo um controle aprimorado de brilho e contraste em comparação com os arranjos nas bordas (edge-lit LED) ou por trás (full array local dimming, FALD-LED) dos painéis LCD e de pontos quânticos.

Tela mini LED usa milhares de LEDs para retroiluminação ao invés de centenas (Imagem: divulgação/TCL)
Tela mini LED usa milhares de LEDs para retroiluminação ao invés de centenas (Imagem: divulgação/TCL)

microLED distante

Apesar da promessa da tecnologia microLED de ser a solução para os pontos fracos da tela OLED — em especial o risco do temido burn-in, pontos permanentemente marcados no componente —,o recente anúncio da Samsung para sua primeira TV tradicional com a nova geração mostrou algumas das limitações da nova tela.

Lançada na Coreia do Sul na medida de 110 polegadas, a TV usa LED micrométricos para formar os pontos de luz na tela. A característica permite rivalizar com o nível de contraste das telas OLED, mostrando tons de preto mais realistas que as telas LCD — que usam LEDs como retroiluminação.

O problema no caso do novo aparelho é que para reduzir o seu tamanho é preciso miniaturizar ainda mais os LEDs usados, mesmo obstáculo enfrentado para aumentar a sua resolução — 4K no caso da nova TV, enquanto a Samsung já investe na divulgação de seus aparelhos 8K.

TV microLED de 110 polegadas custa incríveis R$ 790 mil na Coreia do Sul (Imagem: divulgação/Samsung)
TV microLED de 110 polegadas custa incríveis R$ 790 mil na Coreia do Sul (Imagem: divulgação/Samsung)

Outro desafio é o custo, noticiado pela imprensa sul-coreana em 170 milhões de wons (cerca de R$ 790 mil, em conversão direta) para o aparelho de 110 polegadas. Uma conta grosseira para um modelo de 55 polegadas — que devido às limitações atuais teria resolução Full HD —, chega a um valor de quase 200 mil reais.

Vários eventos

A transmissão da divisão de televisores da Samsung está marcado para o dia 6 de janeiro, às 13h do horário de Brasília. Além dela, outras subsidiárias do grupo sul-coreano têm eventos marcados para a CES 2021, incluindo a Samsung LSI (divisão de processadores, no dia 12 de janeiro) e a Samsung Electronics (principalmente a parte de aparelhos para o lar), cuja conferência “Better Normal for All” (melhor normal para todos) está marcado para o dia 11 de janeiro, às 11h.

Evento do dia 11 deve destacar eletrodomésticos e outros eletrônicos (Imagem: divulgação/Samsung)
Evento do dia 11 deve destacar eletrodomésticos e outros eletrônicos (Imagem: divulgação/Samsung)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: