Mercado fechará em 3 h 54 min
  • BOVESPA

    116.986,39
    +756,27 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.722,39
    -324,19 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,78
    +1,26 (+1,46%)
     
  • OURO

    1.716,00
    -14,50 (-0,84%)
     
  • BTC-USD

    19.984,45
    -111,61 (-0,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    452,46
    -5,94 (-1,30%)
     
  • S&P500

    3.741,29
    -49,64 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    30.006,58
    -309,74 (-1,02%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.454,00
    -186,75 (-1,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1461
    -0,0218 (-0,42%)
     

Samsung prepara processadores mais velozes e eficientes para 2022

·2 min de leitura

A Samsung é atualmente a segunda maior fabricante de processadores e semicondutores do mundo e, como esperado, a pandemia acabou afetando seriamente sua cadeia de produção em escala global. Com a escassez de chips atingindo seu pico e dificuldade na fabricação, a empresa agora revelou um novo plano para iniciar a produção dos processadores de 3 nanômetros.

O anúncio foi feito durante o evento Foundry Forum 2021 realizado na China, sendo confirmado que a empresa vai utilizar litografias 5LPP (de 5 nm) e 4LPP (de 4 nm) para produzir chips em larga escala durante 2021 e 2022, respectivamente.

Samsung busca produzir chips de 3 nm entre o fim de 2022 e início de 2023 (Imagem: NameSenseCommunication/Baidu)
Samsung busca produzir chips de 3 nm entre o fim de 2022 e início de 2023 (Imagem: NameSenseCommunication/Baidu)

A tecnologia utilizada pela Samsung não será mais a extremamente popular FinFET (graças à fácil fabricação), mas sim o novo método GAAFET (também chamado pela Samsung de MBCFET), cuja produção é mais desafiadora por utilizar tecnologias mais recentes. Tal método ainda não será utilizado pela TSMC que, diferente da Samsung, prefere manter a engenharia FinFET em futuros chips de 3 nanômetros.

Com isso a Samsung espera vender smartphones com seus novos processadores Exynos entre o final de 2022 e começo de 2023, um posicionamento esperado para a principal linha de flagships da marca, a linha Galaxy S.

Exynos 2200 e Snapdragon 895 serão fabricados pela Samsung

Quando o processo de 3 nanômetros baseado na engenharia MBCFET foi anunciado em maio de 2019, a Samsung prometia um ganho de performance de 35%, redução de consumo de 50% e redução de área de 45% quando comparado com o processo LPP de 7 nanômetros.

Rumores apontam que a Samsung será responsável por produzir não apenas o chip Exynos 2200 da linha Galaxy S22 como também o Snapdragon 895 da Qualcomm, ambos oferecendo litografia de 4 nanômetros, maior eficiência, mais poder de processamento e tamanho ainda mais compacto.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: