Mercado fechará em 3 h 11 min
  • BOVESPA

    113.660,28
    +377,61 (+0,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.548,84
    +443,13 (+0,87%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,54
    +1,56 (+2,11%)
     
  • OURO

    1.753,70
    +2,00 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    42.958,30
    -282,39 (-0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.065,26
    -36,26 (-3,29%)
     
  • S&P500

    4.439,90
    -15,58 (-0,35%)
     
  • DOW JONES

    34.899,55
    +101,55 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.063,40
    +11,92 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.149,25
    -169,50 (-1,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2708
    +0,0152 (+0,24%)
     

Samsung pode ser mais uma a subir preços em meio a crise de semicondutores

·1 minuto de leitura

A Samsung deve seguir os passos da TSMC e aumentar o preço em suas fundições em meio à crise no fornecimento de semicondutores. Essa suposta decisão da sul-coreana chega em um momento em que a demanda pelos componentes ultrapassou a capacidade de fornecimento das maiores fabricantes do mundo.

Há alguns meses, a TSMC — maior fornecedora de semicondutores do mundo — já havia anunciado um aumento de cerca de 20% em seus preços. A terceira empresa no pódio, a United Microelectronics Corp (UMC) também deve seguir o caminho e subir os valores de suas produções.

Agora, a Samsung, que é a segunda maior fabricante de semicondutores e a líder no fornecimento de chips de memória, deve, em um futuro próximo, acompanhar essa tendência. O vice-presidente da companhia, Suh Byung-hoon, já havia declarado que a sul-coreana iria começar a “racionalizar os preços da fundição” quando a empresa anunciou seus ganhos para o segundo trimestre de 2021.

(Imagem: Reprodução/Cristian Ibarra, Pixabay)
(Imagem: Reprodução/Cristian Ibarra, Pixabay)

Esse aumento — não só da Samsung, como também da TSMC e UMC — deve ajudar a aumentar a capacidade de produção de componentes para acompanhar a demanda. Analistas do setor acreditam, no entanto, que o preço deve permanecer alto até que as empresas atinjam este objetivo.

O professor da Universidade Nacional de Seul, Jaeyong Song, acredita, no entanto, que o crescimento nos preços de fundições da Samsung devem começar a valer apenas no último trimestre de 2021, ou seja, a partir de outubro. Vale destacar, porém, que essas previsões foram feitas em um relatório da KedGlobal e, até agora, não há nenhuma confirmação a este respeito.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos