Mercado fechará em 3 h 15 min
  • BOVESPA

    107.516,16
    -1.007,31 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,80
    -0,59 (-0,80%)
     
  • OURO

    1.880,70
    +4,10 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    22.825,27
    -325,59 (-1,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,17
    -0,96 (-0,18%)
     
  • S&P500

    4.101,05
    -35,43 (-0,86%)
     
  • DOW JONES

    33.733,23
    -192,78 (-0,57%)
     
  • FTSE

    7.809,95
    -91,85 (-1,16%)
     
  • HANG SENG

    21.222,16
    -438,31 (-2,02%)
     
  • NIKKEI

    27.693,65
    +184,19 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    12.480,25
    -143,75 (-1,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5770
    +0,0385 (+0,70%)
     

Samsung não dará mais carregador junto do aparelho celular

Bangkok, Thailand - November 1, 2012: Exterior view of a Samsung shop in the Siam Square area of Bangkok at night. people can be seen inside the store and making their way up an escalator outside. Image captured from the public walkway.
Bangkok, Thailand - November 1, 2012: Exterior view of a Samsung shop in the Siam Square area of Bangkok at night. people can be seen inside the store and making their way up an escalator outside. Image captured from the public walkway.
  • Apple começou com a tendência com o lançamento do iPhone 12;

  • Concorrentes de ambas empresas, como a Xiaomi e a Motorola, continuam oferecendo o carregador

  • Carregadores da Samsung estão ausentes de novos lançamentos das linhas intermediárias e de entrada.

Os aparelhos celulares da Samsung devem parar de vir com o carregador junto, afirmou o site de notícias americano Onsitego. A empresa, que já havia deixado de enviar os carregadores das linhas Galaxy S e Note, parece estar expandindo essa política para todas as linhas mobile.

De acordo com o site, o modelo intermediário Galaxy F23, lançado na Índia, não vem com o carregador na caixa. Da mesma forma, os aparelhos mais recentes da linha Galaxy A tampouco estão sendo enviados com o carregador.

A tendência foi lançada pela empresa americana Apple com a geração do iPhone 12. A companhia afirmou adotar essa política como uma forma de baratear o preço de venda de seus aparelhos e torná-los mais sustentáveis, ao diminuir a geração de lixo tecnológico.

Na época, o time de marketing da Samsung se aproveitou da oportunidade para lançar peças publicitárias marcando a diferença entre as duas empresas, ressaltando que os celulares da sul-coreana vinham com carregador.

No entanto, pouco tempo depois, a empresa asiática começou a adotar a medida, com celulares suas linhas de celulares mais caras, como o Galaxy S, Z Fold e Z Flip. No entanto, segundo listagens de futuros lançamentos da empresa na União Europeia, os novos modelos Galaxy, M23 e Galaxy M33, também não terão os carregadores na caixa.

A inclusão das linhas F e A, tidas como "intermediária premium", e da linha M, a linha de entrada da sul-coreana, demonstrou a inclinação da empresa de expandir essa política para todos seus modelos.

Por enquanto a Apple e a Samsung são as únicas empresas do setor a praticar a estratégica. Seus maiores concorrentes, como a Motorola, Realme e Xiaomi ainda oferecem o carregador com todos seus aparelhos. Contudo ainda não se sabe se isso irá durar.