Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,58
    +0,57 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.799,70
    +1,70 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    16.869,05
    -220,64 (-1,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    394,86
    -7,18 (-1,79%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.489,19
    -32,20 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.514,25
    +4,75 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4687
    -0,0100 (-0,18%)
     

Samsung não estaria interessada em celulares com tela deslizável, diz analista

Depois de ter dominado o mercado de celulares dobráveis, a Samsung estaria satisfeita com as opções de formatos que possui no momento. De acordo com o analista da UBI Research Yi Choong-hoon, a responsabilidade de desenvolver tais tecnologias estaria nas mãos das empresas chinesas.

Celular da Samsung com tela deslizável não deve chegar tão cedo (Imagem: Divulgação/Samsung)
Celular da Samsung com tela deslizável não deve chegar tão cedo (Imagem: Divulgação/Samsung)

Choong-hoon entende que os mercados de dispositivos com telas dobráveis e deslizáveis seriam sobrepostos, criando uma concorrência interna. Além disso, com a popularização dos dobráveis, o surgimento de uma onda de demanda nova para os deslizáveis é mais difícil.

Desta forma, o desenvolvimento de novas tecnologias por parte da Samsung sairia muito mais caro, em comparação com a manutenção dos avanços já obtidos pela marca nos dobráveis até hoje.

Além disso, o formato de modelos como o Galaxy Z Filp 4 ou Galaxy Z Fold 4 já teriam se mostrado mais familiares e amigáveis para grande parte dos consumidores, com ambos os dispositivos conseguindo aumentar sua parcela de mercado a cada nova geração.

A relutância da Samsung deverá ser parecida no caso dos notebooks com tela deslizáveis. Entretanto, ela pode ser menor no caso dos tablets, que teriam “uma barreira de entrada menor em relação a outros dispositivos".

Celulares com tela deslizável ainda não são realidade

Projeto da LG não avançou (Imagem: Divulgação/LG)
Projeto da LG não avançou (Imagem: Divulgação/LG)

Até o momento, não há nenhum celular com tela deslizável à venda no mundo. Porém, empresas como OPPO e Lenovo (com um modelo da Motorola) já mostraram alguns protótipos do tipo, em que o display se estende alguns centímetros para o lado de forma suave.

Outra marca que chegou a desenvolver um aparelho com tela deslizável foi a LG, com o modelo LG Rollable. Porém, com a saída da empresa do mercado de smartphones, o projeto foi totalmente cancelado — estima-se que apenas alguns funcionários tiveram acesso ao dispositivo.

Ao mesmo tempo, algumas empresas da China mantêm concorrentes para os modelos da Samsung: é o caso da Xiaomi com o Mix Fold 2 e da Huawei com o Mate XS 2, por exemplo, além da Honor que já confirmou o lançamento do Mate Vs para o final de novembro. Porém, a dominância da marca sul-coreana permanece no contexto global, já que poucas de suas concorrentes nos dobráveis conseguem atuar fora da China.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: