Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.559,59
    -80,89 (-0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Samsung inicia produção em massa de memória DDR5 em litografia de 14 nm

·2 min de leitura

A Samsung tem diversas frentes de negócios. Para além dos celulares e vestíveis, há o segmento de eletrodomésticos, produção de telas para o mercado, e muitas outras. A que traz a mais recente novidade da empresa é a divisão de semicondutores, que iniciou a produção em massa das memórias DRAM da empresa em processo litográfico de 14 nm.

E bem, o que isso significa para o mercado consumidor? Combinado com o processo de EUV (Litografia Ultravioleta Extrema), a empresa conseguiu condensar no chip a maior taxa de bits do mercado em uma memória do tipo DDR5. Em outras palavras, ele é, no momento, o “pente” de RAM mais veloz da categoria. A Samsung declara haver 20% mais velocidade, e também 20% mais eficiência energética.

(Imagem: Divulgação/Samsung)
(Imagem: Divulgação/Samsung)

A otimização do consumo de energia é um mérito do novo processo litográfico. Ele também influencia no desempenho do componente, que poderá alcançar os 7,2 Gbps. Com as próximas otimizações para o segmento a empresa promete alcançar os 14 Gbps. Essas melhorias estão focadas no mercado industrial, já que servidores e plataformas em nuvem podem trabalhar com quantidades insanas de dados, principalmente em tarefas de inteligência artificial.

Módulos de até 24 GB

A Samsung pretende também lançar módulos com 24 GB, e já mira no processo litográfico de 10 nm. A empresa destaca que o EUV seguirá sendo primordial para a miniaturização do design, já que outras técnicas da indústria sofrem de limitações que impedem maiores otimizações. Para o Vice-presidente Sênior e Chefe de Produtos DRAM da Samsung, os avanços da fabricante a destacam para solucionar problemas e demandas futuras no mercado de IA, 5G e IoT:

Hoje, a Samsung está estabelecendo outro marco tecnológico com o EUV multicamadas que permitiu a miniaturização extrema a 14 nm - um feito não possível com o processo convencional de fluoreto de argônio (ArF). Com base nesse avanço, continuaremos a fornecer as soluções de memória mais diferenciadas, atendendo totalmente à necessidade de maior desempenho e capacidade no mundo baseado em dados de 5G, IA e metaverso.

Vale lembrar, o Alibaba Group anunciou nesta semana seu chip voltado para servidores em nuvem. Neste primeiro momento ele será voltado às próprias demandas da empresa, enquanto clientes empresariais seguirão amparados por hardware em parceria com a Intel, Nvidia, ARM, e outros.

Também cabe destacar que no mercado doméstico, o DDR5 começa a marcar presença. Processadores se preparam para compatibilizarem por completo o padrão, e na China a GALAX já até fornece módulos personalizáveis para quem pretende montar um novo PC gamer com estes módulos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos