Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.507,35
    -3.434,62 (-5,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Samsung Galaxy Z Fold 3 mostra evolução e supera S21 Ultra em teste de câmeras

·4 min de leitura

Mais recente aposta da Samsung no mercado de celulares dobráveis, o Galaxy Z Fold 3 chegou ao mercado em agosto trazendo inúmeras novidades e aprimoramentos em comparação ao antecessor. Além de processamento mais potente, com Snapdragon 888, o smartphone foi o primeiro dobrável do mercado a contar com certificação IPX8 de resistência à água, e inaugurou a era das câmeras sob o display para a gigante sul-coreana.

Ao que parece, o desempenho em fotografia também foi outro ponto de grande evolução, como sugerem os testes feitos pelos especialistas do portal DXOMARK. Marcando 124 pontos, o aparelho apresentou melhorias exponenciais frente ao Galaxy Z Fold 2, chegando até mesmo a superar alguns dos modelos mais premium da marca avaliados sob as mesmas condições.

Ótimas cores e balanço de branco, mas forte presença de artefatos

O conjunto de câmeras traseiras do Samsung Galaxy Z Fold 3 é equipado com sensor principal de 12 MP com estabilização óptica (OIS), ultrawide de 12 MP com campo de visão de 123° e telefoto também de 12 MP, com zoom óptico de 2x e OIS. Os especialistas apontam como qualidades a exposição precisa do objeto em fotos, cores destacadas e balanço de branco neutro em fotos internas e externas, e bom controle de ruído na maioria das imagens.

Samsung Galaxy Z Fold 3 (Imagem: Divulgação/Samsung)
Samsung Galaxy Z Fold 3 (Imagem: Divulgação/Samsung)

Também são destaques o bom nível de detalhes em fotos com a lente telefoto em curta e média distância, a exposição precisa e as transições suaves em vídeos, bem como as cores vívidas e o foco automático geralmente preciso em gravações.

Como falhas, o DXOMARK cita o estouro de pontos luminosos em alguns cenários que requeiram HDR, baixo nível de detalhes em fotos internas e em baixa luz, a presença frequente de artefatos como quantização de cor em fotos, ruído visível em vídeos em baixa luz, o foco automático lento em gravações noturnas, e presença ocasional de vibração de estabilização nos vídeos.

Exemplos de fotos

Segundo o DXOMARK, o Galaxy Z Fold 3 realiza capturas vívidas e agradáveis com boa exposição e alcance dinâmico amplo (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
Segundo o DXOMARK, o Galaxy Z Fold 3 realiza capturas vívidas e agradáveis com boa exposição e alcance dinâmico amplo (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
As cores são agradáveis e o balanço de branco é neutro (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
As cores são agradáveis e o balanço de branco é neutro (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
A lente telefoto entrega bom nível de detalhes em curtas e médias distâncias (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
A lente telefoto entrega bom nível de detalhes em curtas e médias distâncias (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
Ocasionalmente, o dobrável da Samsung apresenta artefatos e pode acabar estourando pontos muito luminosos (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
Ocasionalmente, o dobrável da Samsung apresenta artefatos e pode acabar estourando pontos muito luminosos (Imagem: Reprodução/DXOMARK)

Exemplos de vídeos

Samsung Galaxy Z Fold 3: otimizações e Snapdragon 888 turbinam o desempenho

Segundo o DXOMARK, o Samsung Galaxy Z Fold 3 exibe forte evolução em comparação ao Galaxy Z Fold 2, ainda que não traga mudanças marcantes no hardware das câmeras. A responsabilidade das melhorias seria de otimizações feitas pela companhia, aliadas aos avanços proporcionados pelo processador de imagem do Snapdragon 888.

Ainda que mantenha algumas falhas, como a presença de artefatos e a qualidade mediana em cenários noturnos, o novo dobrável capricha em pontos essenciais e atinge os 124 pontos no ranking, superando nomes de peso como o próprio Galaxy S21 Ultra com Snapdragon. Você confere a análise na íntegra neste link.

Samsung Galaxy Z Fold 3: ficha técnica

  • Tela Interna: Dynamic AMOLED 2X de 7,6 polegadas, proporção 22,5:18, resolução QXGA+ de 2208 x 1768 pixels, taxa de atualização de 120 Hz

  • Tela Externa: Dynamic AMOLED 2X de 6,2 polegadas, proporção 24,5:9, resolução HD+ de 2268 x 832 pixels, taxa de atualização de 120 Hz

  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 888

  • Memória RAM: 12 GB

  • Armazenamento interno: 256 GB ou 512 GB UFS 3.1

  • Câmera traseira: 12 MP (Principal, f/1.8, OIS) + 12 MP (Ultrawide, f/2.2, 123°) + 12 MP (Telefoto, zoom óptico de 2x, digital de 10x, OIS)

  • Câmera frontal: 10 MP (f/2.2, externa), 4 MP (f/1.8, interna, sob o display)

  • Dimensões: 158,2 x 128,1 x 6,4 mm (aberto), 158,2 x 67,1 x 16 ~ 14,4 mm (dobrado)

  • Peso: 271 gramas

  • Bateria: 4.500 mAh com carregamento rápido de 25 W

  • Extras: 5G, Wi-Fi 6, NFC, Bluetooth 5.2, conexão UWB, suporte à S Pen (Fold Edition ou S Pen Pro), certificação IPX8, leitor de digitais na lateral, áudio estéreo

  • Cores disponíveis: preto, prata e verde

  • Sistema operacional: Android 11, sob a One UI 3.1.1

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos