Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    18.130,78
    +362,72 (+2,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

Samsung Galaxy S21 Ultra deve trazer novidades para a câmera de 108 megapixels

Rubens Eishima
·2 minuto de leitura

Destaque da ficha técnica do Galaxy S20 Ultra, o sensor de 108 megapixels deve receber um upgrade para o sucessor do celular em 2021. Segundo um conhecido informante, o Samsung Galaxy S21 Ultra deve contar com uma versão atualizada do componente usado em 2020, com promessa de melhoria de imagem.

A informação foi divulgada pelo perfil Ice Universe, conhecido por vazar especificações de aparelhos. Segundo a publicação, o S21 Ultra contará com o sensor Isocell HM3, com os mesmos 108 milhões de pixels com 0,8 μm do HM1 usado no Galaxy S20 Ultra.

A câmera principal contará ainda com autofoco a laser, segundo o informante, mas não terá a ajuda do sensor ToF (Time of Flight), usado em alguns celulares premium da Samsung.

O Isocell HM3 ainda não foi anunciado oficialmente pela Samsung Semiconductor, divisão responsável pelos sensores fotográficos, chips de memória e de processamento dos sul-coreanos. Curiosamente, o Isocell HM2, anunciado em setembro, apresenta pixels com 0,7 μm (micrômetros) de tamanho, o que resultou em um componente 10% menor.

Os sensores HM1 e HMX da Samsung se destacam não apenas pela alta resolução, como também por ocupar uma grande área, o que permite uma maior captação de luz do que sensores menores.

Sem uma ficha técnica oficial do suposto HM3, porém, não é possível prever o desempenho do componente, mas espera-se que ele traga o recurso nonacell já usado nos outros sensores. A técnica utiliza as informações captadas por nove pixels diferentes para gerar um ponto da foto, o que promete maior qualidade de imagem, mas com um sacrifício da resolução final.

A linha Galaxy S21 é esperada para o primeiro trimestre de 2021, com fortes boatos de que poderá ser anunciada ainda em janeiro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: