Mercado abrirá em 2 h 48 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,74
    +0,47 (+0,71%)
     
  • OURO

    1.869,10
    +1,50 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    44.913,98
    -391,35 (-0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.245,93
    +48,01 (+4,01%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.056,51
    +23,66 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.411,75
    +108,25 (+0,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4422
    +0,0323 (+0,50%)
     

Samsung fornecerá todas as telas OLED de 120 Hz do iPhone 13, diz site

Diego Sousa
·3 minuto de leitura

O site sul-coreano The Elec revelou nesta segunda-feira (3) que a Samsung será principal fornecedora de telas OLED de 120 Hz para a Apple na produção dos novos iPhone 13. Em março deste ano, o site já havia revelado que a Maçã estrearia o novo painel na próxima geração dos iPhones, mas somente nos modelos iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max. O lançamento está previsto para setembro.

As novas informações sugerem que, além de fornecer os painéis OLED LTPO ("óxido policristalino de baixa temperatura" em tradução livre), a Samsung será responsável por entregar suas próprias placas de circuito impresso (RFPCB), usadas para conectar o display à placa-mãe do aparelho. A Samsung Electro-Mechanics, divisão da coreana que produz componentes eletrônicos, forneceu as placas à geração passada, mas estava cogitando sair do segmento após dois anos de prejuízos.

No entanto, a Samsung continuaria a produção das placas para os novos iPhones. Ainda em caso de uma possível desistência da Samsung Electro-Mechanics dos negócios, a Apple teria como alternativas a Bhflex e a Youngpoong, coreanas produtoras de RFPCB. A tecnologia é mais rígida, flexível e permite uma transmissão mais rápida de sinais elétricos do que o FPCB.

iPhone 13 com tela ProMotion de 120 Hz

Em março deste ano, outro relatório do The Elec revelou que a Samsung Display, divisão de telas da Samsung, teria garantido uma produção mensal de 30 mil telas AMOLED LTPO para a Maçã, com esse número aumentando para 70 mil unidades mensais após as linhas de produção forem completamente adaptadas. No entanto, considerando a suposta exclusividade da coreana no fornecimento dos painéis, é esperado que esse número suba, chegando a 110 milhões de unidades este ano, porém incluindo as remessas do iPhone 12.

(Imagem: Reprodução/Svetapple.sk)
(Imagem: Reprodução/Svetapple.sk)

A solução para as telas OLED, feita de óxido policristalino de baixa temperatura, é conhecida por consumir menos energia em relação ao painel OLED tradicional, o que permite incluir uma alta taxa de atualização sem comprometer a autonomia de bateria. A tecnologia LTPO não é uma novidade no mercado e já é usada em diversos smartphones Android topo de linha, como toda família Galaxy S21, o OnePlus 9 Pro, o Mi 11 Ultra e o OPPO Find X3 Pro.

Atualmente, todos os iPhones lançados possuem display de 60 Hz, atualização padrão entre os celulares high-end há cerca de dois anos. No entanto, a Apple já incluiu o recurso, chamado pela Maçã de ProMotion, na linha iPad Pro desde 2017, o que reforça a possibilidade de o vermos em breve na família de iPhones.

Em 2020, inúmeros vazamentos apostaram que o iPhone 12 poderia finalmente habilitar os 120 Hz, mas a Apple escolheu o suporte às redes 5G como principal característica, dado que os dois juntos consumiriam muita energia. Ao que tudo indica, não haverá mais cortes nas funcionalidades; os modelos serão equipados com 5G e tela de 120 Hz — o que também pode significar a adoção de uma bateria maior.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: