Mercado fechado
  • BOVESPA

    118.328,99
    -1.317,01 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.810,21
    -315,49 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,97
    -0,16 (-0,30%)
     
  • OURO

    1.867,10
    +1,20 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    29.663,75
    +131,22 (+0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    582,96
    -96,94 (-14,26%)
     
  • S&P500

    3.853,07
    +1,22 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    31.176,01
    -12,39 (-0,04%)
     
  • FTSE

    6.715,42
    -24,97 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.927,76
    -34,74 (-0,12%)
     
  • NIKKEI

    28.620,92
    -135,94 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    13.374,75
    -20,75 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5110
    +0,0026 (+0,04%)
     

Samsung fecha setor de desenvolvimento de processadores próprios

Wagner Wakka

A Samsung está fechando seu setor de desenvolvimento de processadores. A informação foi confirmada em uma carta, que notifica a demissão de funcionários da sua unidade no Texas. Tal setor era responsável pela criação dos processadores Exynos, usados em parte dos modelos de smartphones da marca sul-coreana.

A empresa notificou a Worker Adjustment and Retraining (WARN) sobre a movimentação. O órgão é responsável pela fiscalização trabalhista nos Estados Unidos. Segundo o documento, foram 290 empregados mandados embora com o fechamento do setor. Ainda, a notificação aponta que eles ficam no cargo até 31 de dezembro de 2019, o que pode indicar que a companhia vai manter a produção até lá.

Ainda não está claro o que exatamente acontecerá com os chips Exynos, que equipam parte dos smartphones da companhia. Mesmo assim, o pessoal do Android Authority diz acreditar que a decisão não significa exatamente que os chips deixarão de ser fabricados. Isso porque o setor, na realidade, é responsável pelo desenvolvimento dos núcleos Mongoose usados nos Exynos e não pelos Exynos em si. Portanto, o que deve acontecer é a mudança do fornecedor desse chip para alcançar o que a Samsung diz ser seu objetivo: tornar os Exynos mais competitivos.

Nesse sentido, o mais provável é que a Samsung possa aproveitar o momento para adotar núcleos de arquitetura ARM, usados também pela Qualcomm e pela Huawei em seus processadores.

Esta é uma notícia que se soma à outra movimentação da sul-coreana, que anunciou uma parceria com a AMD para desenvolvimento de GPUs para plataformas mobile. Ou seja, mais um passo em deixar esta responsabilidade para empresas parcerias.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: