Mercado fechado

Samsung estuda repetir Snapdragon 865 no Galaxy S30 para evitar aumento de preço

Felipe Junqueira

Com a notícia do possível aumento no preço do Snapdragon 875, a Samsung estaria em um debate interno para decidir se repete a plataforma da Qualcomm deste ano ou se usa apenas uma solução própria em todos os mercados no Galaxy S30 (ou S21, ainda não sabemos) no ano que vem. Ao menos é o que o leaker Mauri QHD diz ter ouvido.

Em dois tweets, o jornalista disse que a sul-coreana está avaliando as possibilidades depois de saber que um kit do Snapdragon 875 pode custar até US$ 250 (R$ 1.380) a unidade, um aumento de cerca de 50% dos 150 (R$ 830) pedidos pelo atual Snapdragon 865 — que deve ter valor reduzido em breve.

Os pontos debatidos pela Samsung incluem a possibilidade de oferecer o Galaxy S30 a preço semelhante ao S20, aumentando os lucros, ou baixar o preço e ainda assim ter lucro maior no volume de vendas. Além disso, acredita-se que o Exynos 1000 seria melhor que o Snapdragon 865, no mínimo, e que o poder bruto do Snapdragon 875 seria muito alto, e quase nenhum usuário tiraria proveito total dele.


A aposta em repetir o chipset de 2020 no flagship de 2021 pode gerar críticas com relação ao uso de hardware considerado defasado. Já o uso de uma solução própria em todos os mercados poderia reduzir as reclamações pela comparação entre o modelo com plataforma Qualcomm e Exynos, já que não seria mais possível comparar um com o outro.

Por outro lado, permitir que canais do YouTube comparem o novo Exynos com o Snapdragon 865 poderia ser benéfico porque, ao menos uma vez, mercados que receberem o chipset próprio da Samsung veriam vantagem em ter o hardware mais potente. De acordo com testes de benchmark já disponíveis, o Exynos 1000 tem processamento gráfico superior ao chipset da Qualcomm.

O problema é a receptividade do mercado americano em relação ao hardware “estrangeiro”. Até o momento, a Samsung sempre lançou seus aparelhos topo de linha com plataforma da Qualcomm nos EUA. Não se sabe como o consumidor da maior economia do mundo encararia um Galaxy Scom plataforma Exynos.

Ainda não há muitos rumores sobre o Galaxy S30. Algumas fontes falam em câmera frontal com estabilização óptica, enquanto outras apostam em câmera de selfies escondida por baixo da tela, mas, de resto, não se sabe muito sobre o celular topo de linha da Samsung que, espera-se, será lançado no início do ano que vem.

Fonte: Canaltech