Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,70 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,74 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,53
    -0,01 (-0,01%)
     
  • OURO

    1.792,40
    -14,50 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    23.078,23
    -128,12 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,20
    -2,02 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,65 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.439,74
    -8,32 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.201,94
    +27,90 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.175,87
    +243,67 (+0,87%)
     
  • NASDAQ

    13.216,50
    -110,50 (-0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2666
    -0,0739 (-1,38%)
     

Samsung é condenada a pagar multa milionária por propaganda enganosa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Na Austrália, a Samsung foi condenada a pagar multa milionária por propaganda enganosa. Foto: REUTERS / Andrew Kelly.
Na Austrália, a Samsung foi condenada a pagar multa milionária por propaganda enganosa. Foto: REUTERS / Andrew Kelly.
  • Tribunal Federal Australiano ordenou que a Samsung pague AU$ 14 milhões por propaganda enganosa;

  • A Samsung deve pagar mais AU$ 200 mil à Comissão Australiana da Concorrência e do Consumidor;

  • Samsung reconheceu que fez alegações enganosas sobre smartphones Galaxy.

O juiz do Tribunal Federal Australiano, Brendan Murphy, ordenou na última quinta-feira (28) que a Samsung pague AU$ 14 milhões, cerca de R$ 50,6 milhões na cotação atual, em multas por propagandas enganosas feitas entre 2016 a 2018.

Além do montante, que deve ser indenizado em até 30 dias, outros AU$ 200 mil, o equivalente a R$ 723 mil, devem ser direcionados à Comissão Australiana da Concorrência e do Consumidor (ACCC, na sigla em inglês), para suprir os custos de investigação, que durou quatro anos.

Leia também:

As informações enganosas, sobre sete modelos de smartphones supostamente à prova d'água, estiveram presentes em nove anúncios de 2016 e 2018.

Eram propagandas das seguintes versões de Galaxy: S7, S7 Edge, A5 (2017), A7 (2017), S8, S8 Plus e Note 8.

Os anúncios informavam que os aparelhos eram resistentes à água e poderiam ser usados em piscinas e no mar.

Contudo, havia a possibilidade de que as entradas de carregamento fossem danificadas ao carregar aparelhos enquanto estivessem molhadas

A empresa vendeu cerca de 3,1 milhões de smartphones vulneráveis à água na Austrália, mas o tribunal não conseguiu determinar quantos clientes sofreram com falhas nas versões citadas do Samsung Galaxy.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos