Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.470,21
    -2.200,08 (-5,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    882,42
    -57,52 (-6,12%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Samsung e AMD trabalham no desenvolvimento de novo processador gráfico móvel

·2 minuto de leitura
Samsung e AMD trabalham no desenvolvimento de novo processador gráfico móvel
Samsung e AMD trabalham no desenvolvimento de novo processador gráfico móvel

A Samsung e a AMD estão trabalhando em colaboração para o desenvolvimento da tecnologia gráfica RDNA 2 para um novo processador gráfico móvel. O objetivo da nova tecnologia é melhorar o desempenho da unidade de processamento gráfico (GPU) nos smartphones Samsung. O anúncio foi feito no último dia 2 de junho, durante a edição de 2021 da feira Computex Taipei, em Taiwan.

Apesar de poucos detalhes sobre o chip em si terem sido divulgados, a AMD se refere ao equipamento como um “Exynos de próxima geração”. De acordo com a fabricante de processadores, as informações adicionais, que incluem os produtos nos quais ele será implementado.

Leia mais:

O que se sabe até o momento é que a nova GPU usará a arquitetura RDNA 2 da AMD, o que dará origem a recursos como rastreamento de raio e sombreamento de taxa variável. A partir daí, a AMD planeja instalar o chip nos principais dispositivos móveis da fabricante sul-coreana.

Disputa com a Qualcomm

De acordo com o portal TechXplore, as duas empresas têm o objetivo de acelerar a inovação gráfica no mercado de produtos móveis para obtenção de um desempenho global superior. Em relação ao Exynos, esta é a denominação usada para os processadores internos da Samsung. Esses chips são usados pela marca em todos os mercados em que ela atua, com exceção dos Estados Unidos, onde são usados os Snapdragon da Qualcomm.

Apesar de os Exynos terem quase sempre sido considerados inferiores aos seus equivalentes da Qualcomm, a Samsung decidiu usá-los como alternativa ao Snapdragon no Galaxy S20, seu principal modelo de smartphone, dentro de seu mercado doméstico, a Coreia do Sul, decisão que surpreendeu tanto os fãs da marca quanto os especialistas no mercado de hardware para telefones móveis.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos