Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.137,97
    -94,08 (-0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Samsung é acusada de propaganda enganosa por telefone resistente à agua

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Um dos anúncios da Samsung mostrava uma foto debaixo do mar (Getty Image)
Um dos anúncios da Samsung mostrava uma foto debaixo do mar (Getty Image)
  • Samsung foi multada em R$ 50 milhões

  • O Tribunal Federal da Austrália entendeu que a propaganda induzia ao erro

  • Campanhas publicitárias mostrava o produto submerso

Muitas pessoas já passaram pela horrível sensação de deixar o telefone cair na água. Seja trocando a música no banho ou caindo da mão enquanto tenta tirar uma foto do mar, essas ocasiões podem significar dano irreparável ao aparelho.

A Samsung prometia acabar com esse problema nos modelos Galaxy A5, Galaxy S7 e Galaxy S8. As campanhas que circulavam entre 2016 e 2018 sugeria que os smartphones poderiam ser submersos até em piscinas e, mesmo assim, continuariam funcionando.

Contudo, os celulares possuem a certificação IP68 e não devem ser usados dessa forma. Isso significa que os modelos foram projetados para resistirem a submersão de, no máximo, 30 minutos a uma profundidade máxima de 1,5 m, apenas em água doce. Até mesmo o site da fabricante sul-coreana desaconselha a tentativa.

É por isso que a empresa foi multada em 14 milhões de dólares australianos (aproximadamente R$ 50 milhões) pelo Tribunal Federal da Austrália por propaganda considerada enganosa.

Um dos anúncios que circulava mostrava uma foto debaixo do mar, com uma mulher surfando, o que poderia levar o consumidor a pensar que o aparelho seria resistente a mergulhos na água.

A decisão judicial apontou que a campanha poderia levar ao mau uso do celular, uma vez que a água salgada do mar e o cloro da piscina, presentes nas peças publicitárias distribuídas na Austrália, poderiam danificar os aparelhos e corroer componentes importantes.

A presidente da Comissão Australiana de Concorrência e Consumidor (Australian Competition and Consumer Commission), Gina Cass Gottlieb, disse que a organização recebeu centenas de reclamações de usuários da Samsung, que se queixaram de danos em seus aparelhos após contato com água.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos